Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2016

Campanha para a Evangelização: objetivo é que Jesus chegue a todas as pessoas

Iniciativa desenvolvida no período do Advento propõe o lema “Ele está no meio de nós”
Na preparação para a celebração do Natal, o tempo do Advento é marcado pela espera da chegada do Messias. No Brasil, este tempo litúrgico ganha especial motivação com a reflexão e o aprofundamento do compromisso dos fiéis e das comunidades com a missão da Igreja de Evangelizar propostos pela Campanha para a Evangelização (CE), promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Na edição deste ano, o lema escolhido é “Ele está no meio de nós”.

Advento - Igreja Católica

Preparemo-nos para a chegada do menino Deus. É o Advento anunciando o tempo de preparação para o início de uma caminhada em conversão.
É o início de uma vida santificada esquecendo o que já fomos um dia, quando éramos ainda descendentes do pecado. Vindos de Adão e Eva nos reformulamos na presença de Jesus,  ao acender a Luz do perdão  a qual o Pai Misericordioso  acolhe a todos, abrindo-nos as portas do Seu céu.
É a vela verde que se acende no altar do Senhor, como início do círculo da vida nova e com ela caminharemos neste mesmo propósito transformador. Neste tempo do Advento, coloquemo-nos aos pés de Deus como resposta em agradecimento penitencial, para estarmos com o coração contrito e poroso para absorção das graças restauradoras, vindas pelo sacrifício ofertado de Sua parte.

Oração: 1ª Quarta-feira do Tempo do Advento - Igreja Católica

Santo André - Apóstolo e Mártir - 30 de Novembro

Nós vos suplicamos, ó Deus onipotente, que o apóstolo santo André, pregador do evangelho e pastor da vossa Igreja, não cesse no céu de interceder por nós. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!
Santo André, um homem generoso, disposto, entusiasta. Era filho de Jonas de Betsaida, irmão menor de Simão Pedro, nasceu em Betsaida/Palestina às margens do Mar da Galiléia no início do século I. Foi discípulo de João Batista, junto ao qual conheceu o apóstolo João e com ele foram os primeiros a seguir Jesus, a quem em seguida levou seu irmão Pedro. Suas intervenções no grupo dos apóstolos são poucas, mas significativas.

Liturgia Diária Comentada 30/11/2016 quarta-feira ANDRÉ - Apóstolo e Mártir

1ª Semana do Advento - 1ª Semana do Saltério Prefácio dos Apóstolos - Ofício da Festa - Glória Cor: Vermelho - Ano “A” Mateus
Festa: ANDRÉ - Apóstolo e Mártir
Antífona:Salmo 24,1-3 A vós, meu Deus, elevo a minha alma. Confio em vós, que eu não seja envergonhado! Não se riam de mim meus inimigos, pois não será desiludido quem em vós espera.
Oração do Dia:Nós vos suplicamos, ó Deus onipotente, que o apóstolo santo André, pregador do evangelho e pastor da vossa Igreja, não cesse no céu de interceder por nós. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

Evangelho Comentado do Dia 30/11/2016 quarta-feira Santo André

Oração do Dia:Nós vos suplicamos, ó Deus onipotente, que o apóstolo santo André, pregador do evangelho e pastor da vossa Igreja, não cesse no céu de interceder por nós. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!
Primeira Leitura: Carta de São Paulo aos Romanos 10,9-18
Irmãos, se, com tua boca, confessares Jesus como Senhor e, no teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo. É crendo no coração que se alcança a justiça e é confessando a fé com a boca que se consegue a salvação. Pois a Escritura diz: “Todo aquele que nele crer não ficará confundido”.
Portanto, não importa a diferença entre judeu e grego; todos têm o mesmo Senhor, que é generoso para com todos os que o invocam. De fato, todo aquele que invocar o Nome do Senhor será salvo. Mas como invocá-lo, sem antes crer nele? E como crer, sem antes ter ouvido falar dele? E como ouvir, sem alguém que pregue? E como pregar, sem ser enviado para isso? - Palavra do Senhor.

Oração: 1ª Terça-feira do Tempo do Advento - Igreja Católica

Porque está a água unida ao Espírito? - São Basílio Magno

O Senhor, que nos dá a vida, estabeleceu conosco a aliança do Batismo, símbolo da morte e da vida, onde a água é a imagem da morte e o Espírito nos dá o penhor da vida. Assim se torna para nós evidente o que antes se perguntava:
Porque está a água unida ao Espírito?
É dupla, com efeito, a finalidade do Batismo: abolir o corpo do pecado, para que nunca mais produza frutos de morte, e vivificá-lo pelo Espírito, para que dê frutos de santidade.
A água é a imagem da morte, ao receber o corpo como num sepulcro; e o Espírito Santo, por sua vez, comunica a força vivificante que renova as nossas almas, libertando-as da morte do pecado e restituindo-lhes a vida. Nisto consiste o renascer da água e do Espírito: na água realiza-se a nossa morte, mas o Espírito opera em nós a vida.

Novena da Divina Misericórdia

Primeiro dia
Hoje traze-Me a humanidade inteira, especialmente todos os pecadores e mergulha-os no oceano da minha Misericórdia. Com isso Me consolarás na amarga tristeza em que Me afunda a perda das almas.
Misericordiosíssimo Jesus, de quem é próprio ter compaixão de nós e nos perdoar, não olheis os nossos pecados, mas a confiança que depositamos em Vossa infinita bondade. Acolhei-nos na mansão do vosso compassivo Coração e nunca nos deixeis sair dele. Nós vo-lo pedimos pelo amor que Vos une ao Pai e ao Espírito Santo.
Eterno Pai olhai com misericórdia para toda humanidade, encerrada no Coração compassivo de Jesus, mas especialmente para os pobres pecadores. Pela Sua dolorosa Paixão, mostrai-nos a Vossa Misericórdia, para que glorifiquemos a onipotência da Vossa Misericórdia, por toda a eternidade. Amém. Rezar o terço da misericórdia

Evangelho Comentado do Dia 29/11/2016 terça-feira

Oração do Dia:Sede propício, ó Deus, às nossas súplicas e auxiliai-nos em nossa tribulação. Consolados pela vinda do vosso Filho, sejamos purificados da antiga culpa. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!
Primeira Leitura: Livro do Profeta Isaías 11,1-10
Naquele dia, nascerá uma haste do tronco de Jessé e, a partir da raiz, surgirá o rebento de uma flor; sobre ele repousará o Espírito do Senhor: espírito de sabedoria e discernimento, espírito de conselho e fortaleza, espírito de ciência e temor de Deus; no temor do Senhor, encontra ele seu prazer. Ele não julgará pelas aparências que vê nem decidirá somente por ouvir dizer; mas trará justiça para os humildes e uma ordem justa para os homens pacíficos; fustigará a terra com a força da sua palavra e destruirá o mau com o sopro dos lábios. Cingirá a cintura com a correia da justiça e as costas com a faixa da fidelidade.

São Saturnino de Toulouse - Mártir - 29 de novembro

Ó Deus, Pai de bondade, Pai de misericórdia, nós Vos rogamos que pela intercessão de São Saturnino, sejamos capazes de vencer o egoísmo e de amar a todos com coração sincero. Ouvi-nos, Senhor. Amém.
De origem grega nasceu no século III em Patras, São Saturnino é uma das devoções mais populares na França e na Espanha. A confirmação de sua vida emergiu junto com a descoberta de importantes escritos do cristianismo produzidos entre os anos 430 e 450. Conhecidos como a "Paixão de Saturnino", trouxeram dados enriquecedores sobre a primitiva Igreja de Cristo na Gália, futura França.

Liturgia Diária Comentada 29/11/2016 terça-feira 1ª Semana do Advento

1ª Semana do Advento - 1ª Semana do Saltério Prefácio do Advento I - Ofício do dia Cor: Roxo - Ano “A” Mateus
Santo do Dia: SATURNINO DE TOULOUSE - Mártir
Antífona:Zc 14,5.7 Eis que o Senhor virá e com ele todos os seus santos, e haverá uma grande luz naquele dia.
Oração do Dia:Sede propício, ó Deus, às nossas súplicas e auxiliai-nos em nossa tribulação. Consolados pela vinda do vosso Filho, sejamos purificados da antiga culpa. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

A noção da família cristã

Sob o nome de família, podemos indicar um agrupamento qualquer de homens unidos por um vínculo qualquer, ou classificáveis por qualquer razão. Até a humanidade toda pode acolher-se sob a denominação de família.
Nos documentos pontifícios, fala-se às vezes da família dos povos ou das nações. Pio XII, na homilia pascal de 1939, falava-nos da família humana, e na sua primeira Mensagem dirigida ao mundo, no dia da sua eleição, convidava à paz entre as nações “para os interesses superiores da grande família humana”.
No significado estrito e próprio, por família indicamos o núcleo estável e vinculado pela consanguinidade entre o homem, a mulher e a sua prole. A sociedade familiar, como a sociedade conjugal, é um produto da natureza, e não de uma construção dos homens, ou o desfecho de uma evolução mais ou menos longa; um fruto da sociedade. Diz Pio XI: “Fique antes de tudo estabelecido este fundamento inconcusso e inviolável: que o matrimônio não foi instituído nem restaurado pelos homens, …

Liturgia Diária Comentada 28/11/2016 segunda-feira 1ª Semana do Advento

1ª Semana do Advento - 1ª Semana do Saltério Prefácio do Advento I - Ofício do dia Cor: Roxo - Ano “A” Mateus
Santo do Dia: CATARINA LABOURÉ
Antífona:Jr 31,10; Is 35,4 - Ó nações, escutai a palavra do Senhor; levai a boa nova até os confins da terra! Não tenhais medo: eis que chega o nosso salvador.
Oração do Dia:Senhor Deus, dais-nos esperar solícitos a vinda do Cristo, vosso Filho. Que ele, ao chegar, nos encontre vigilantes na oração e proclamando o seu louvor. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

Santos da Semana: 28/11 a 04/12 - Igreja Católica

Santa Catarina Labouré - 28 de Novembro

“Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós, que recorremos a vós”
A chamada “medalha milagrosa” é fruto de uma visão que a religiosa vicentina Catarina Labouré teve da Virgem Maria em 1830. Na visão, a Imaculada apareceu como está na imagem e pronunciou a oração “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós, que recorremos a vós”, exatamente como a conhecemos.
Irmã Catarina foi batizada com o nome de Zoe de Labouré. Filha de uma numerosa família de fazendeiros cristãos, nasceu em 2 de maio de 1806, na região de Borgonha, interior da França. Na infância, ficou órfã de mãe e desde então “adotou Mãe Maria” como sua guia, dedicando-lhe grande devoção. Cresceu estudiosa, obediente e muito piedosa. Aos dezoito anos, a vocação para a vida religiosa era forte, então pediu ao pai para segui-la, mas ele relutou.

Liturgia Diária Comentada 03/12/2016 sábado 1ª Semana do Advento

1ª Semana do Advento - 1ª Semana do Saltério Prefácio do Advento I - Ofício do dia Cor: Branco - Ano “A” Mateus
Memória Obrigatória: FRANCISCO XAVIER
Antífona:Estes são homens santos que se tornaram amigos de Deus, gloriosos arautos de sua mensagem.
Oração do Dia:Ó Deus, que, pela pregação de São Francisco Xavier, conquistastes para vós muitos povos do Oriente, concedei a todos os fiéis o mesmo zelo, para que a santa Igreja possa alegrar-se com o nascimento de novos filhos em toda a terra. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

São Francisco Xavier - 03 de Dezembro

Senhor, pelos méritos de São Francisco Xavier, concedei-me o dom do desassombro para levar a Vossa Palavra aos que a mim confiastes. Dai-me firmeza na fé, piedade na oração e que cada vez mais eu encontre alegria em testemunhar Vossas maravilhas. Amém.
A Igreja sempre se apoiou nos missionários para sua expansão no decorrer dos séculos. Primeiro foram os apóstolos que se espalharam pelo mundo após a ressurreição de Jesus. Durante o período do descobrimento, entre os séculos XV e XVI, o cristianismo encontrou nos missionários da Companhia de Jesus, os jesuítas, a forma de iniciar a evangelização nas Américas e no Oriente: Índia, Japão e China.

Roteiro Homilético 1º Domingo do Advento Ano “A” São Mateus

Primeira Leitura
Livro do Profeta Isaías 2,1-5
Isaías profetiza acerca do Dia do Senhor. A pesar dos pecados do Seu Povo e da infeliz situação em que Judá se encontra, o profeta vislumbra um horizonte de esperança pela restauração que vai operar a vinda messiânica e escatológica. Nela está sublinhado lugar central e universal de Sião, «o monte do Senhor», isto é, Jerusalém, figura da Igreja.
Esta pequena leitura é um dos mais belos textos poéticos de todo o Antigo Testamento, um cântico de exaltação da Jerusalém ideal e da paz messiânica. É um texto paralelo a Miq 4,1-3.
1 «Isaías, filho de Amós», não o profeta do séc. VIII que pregou no reino do Norte, pois em hebraico o nome tem outra grafia.

Vigiai - Reflexão 1º Domingo Advento “A” - São Mateus

Vigiai

Deus vem: na vida humana surge um acontecimento que transtorna tudo, lança por terra todas as nossas seguranças e nossos projetos. Repentinamente ele se aproxima de nós e faz parte da nossa história; reconhece-o presente aquele que tem os olhos abertos, que espera e prepara um mundo novo. O anúncio profético (1ª leitura) parte de uma realidade decepcionante: um pequeno povo, sem importância para ninguém, será o centro religioso e espiritual de todos os povos, finalmente em paz. Isso só pode ser obra de Deus, inspirador, norma e termo do caminho da humanidade. E só aos olhos da fé é possível discernir o desígnio que se vai formando através dos acontecimentos banais, obscuros, pouco significativos; um desígnio que Deus revela como proposta sua para o crescimento e o bem de seus filhos, uma realização cujo acabamento não nos é dado conhecer, mas que um dia certamente se completará.

Liturgia Diária Comentada 27/11/2016 1º Domingo do Advento

1ª Semana do Advento - 1ª Semana do Saltério Prefácio do Advento I - Ofício do dia Cor: Roxo - Ano “A” Mateus
Santo do Dia: VIRGÍLIO
Antífona:Salmo 24,1-3 A vós, meu Deus, elevo a minha alma. Confio em vós, que eu não seja envergonhado! Não se riam de mim meus inimigos, pois não será desiludido quem em vós espera.
Oração do Dia:Ó Deus todo-poderoso, concedei vossos fiéis o ardente desejo de possuir o reino celeste, para que, acorrendo com as nossas boas obras ao encontro do Cristo que vem, sejamos reunidos à sua direita na comunidade dos justos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

A vinda de Cristo - Dom Caetano Ferrari

Jesus exorta os discípulos: “Ficai preparados! Porque na hora em que menos pensais, o Filho do homem virá”. O contexto, conforme o Evangelho da Missa - Mt 24, 37-44 - é de reflexão sobre a “Parusia”, isto é, sobre a segunda vinda de Jesus Cristo à terra. A volta do Senhor na sua glória era esperada para logo pelos cristãos da comunidade primitiva. Mateus conta que Jesus mesmo tratou com os discípulos a questão do seu retorno ao mundo, usando três imagens. O dilúvio de Noé; homens e mulheres trabalhando; o ladrão que vem sem avisar. O dilúvio veio como surpresa quando todos comiam e bebiam, casavam-se e davam-se em casamento. Dois homens estarão trabalhando no campo e um será levado o outro deixado, duas mulheres estarão moendo no moinho e uma será levada e outra deixada. Quanto ao ladrão, o dono da casa ficaria vigiando se soubesse a hora em que ele viria arrombá-la. Por estas imagens, o dia do Senhor chegará de surpresa sem que se saiba o dia e a hora, virá de forma imprevisível e em…

Oração: 1º Domingo do Tempo do Advento Ano “A” - Igreja Católica

Oração Diária para o Tempo do Advento Ano "A" da Igreja Católica

Oração: 1º Domingo do Tempo do Advento - Igreja Católica
Ó Deus todo-poderoso, concedei vossos fiéis o ardente desejo de possuir o reino celeste, para que, acorrendo com as nossas boas obras ao encontro do Cristo que vem, sejamos reunidos à sua direita na comunidade dos justos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

São Virgílio - 27 de Novembro

Foi um dos grandes missionários irlandeses do período medieval e um dos maiores viajantes da importante ilha católica, ao lado dos santos Columbano, Quiliano e Gallo.
Nasceu na primeira década do século VIII (ano 700)e foi batizado com o nome de Fergal, depois traduzido para o latim como Virgilio. Católico, na juventude voltou-se para a vida religiosa, tornou-se monge e, a seguir, abade do Mosteiro de Aghaboe, na Irlanda. Deixou a ilha em peregrinação evangelizadora em 743 e não mais voltou.
Morou algum tempo no reino dos francos, quando o rei era Pepino, o Breve, que lhe pedira para organizar um centro cultural. Mas problemas políticos surgiram na região da Baviera, agregada aos seus domínios. Lá, o duque era Odilon, que pediu a Pepino para enviar Virgilio para a Abadia de São Pedro de Salzburg, atual Áustria. E logo depois Odilon nomeou Virgilio como bispo daquela diocese.

Intenções de oração para novembro de 2016 - Papa Francisco

Universal: Países que acolhem refugiados - Para que os países que acolhem um grande número de deslocados e refugiados sejam apoiados no seu empenho de solidariedade.
Pela Evangelização: Colaboração entre sacerdotes e leigos - Para que, nas paróquias, os sacerdotes e os leigos colaborem no serviço à comunidade sem ceder à tentação do desânimo.

Oração da 34ª Semana do Tempo Comum da Igreja Católica

Condenação eterna não é uma sala de tortura mas distanciamento de Deus - Papa Francsico

Jamais dialogar com o diabo, com o sedutor e o impostor, que afasta de Deus, fonte da felicidade.
Como será o juízo universal e o encontro final com Jesus?
Diabo, sedutor que arruína a vida. Jamais dialogar com ele.
A primeira imagem do Apóstolo é o juízo do “dragão, a antiga serpente, que é o diabo” e que o anjo descido do céu joga do Abismo, acorrentado para que “não pudesse mais seduzir as nações: porque ele é um sedutor”.

Evangelho de Marcos - 15º capitulo - Estudo Bíblico

15,1-20 Tu és o rei dos judeus?
1. De manhã, os chefes dos sacerdotes, com os anciãos, os doutores da Lei e todo o Sinédrio, prepararam um conselho. Amarraram Jesus, o levaram e entregaram a Pilatos. 2. Pilatos interrogou a Jesus: "Tu és o rei dos judeus?" Jesus respondeu: "É você que está dizendo isso." 3. E os chefes dos sacerdotes faziam muitas acusações contra Jesus. 4. Pilatos o interrogou novamente: "Nada tens a responder? Vê de quanta coisa te acusam!" 5. Mas Jesus não respondeu mais nada, e Pilatos ficou impressionado. 6. Na festa da Páscoa, Pilatos soltava o prisioneiro que eles pedissem. 7. Nesse tempo, um homem chamado Barrabás estava preso junto com os rebeldes, que tinham cometido um assassinato na revolta. 8. A multidão subiu, e começou a pedir que Pilatos fizesse como costumava.

Liturgia Diária Comentada 26/11/2016 sábado 34ª Semana do Tempo Comum

34ª Semana do Tempo Comum - 2ª Semana do Saltério Prefácio próprio - Ofício do dia Cor: Verde - Ano “C” Lucas
Antífona:Salmo 84,9 O Senhor fala de paz a seu povo e a seus amigos e a todos os que se voltam para ele.
Oração do Dia:Levantai, ó Deus, o ânimo dos vossos filhos e filhas, para que, aproveitando melhor as vossas graças, obtenham de vossa paternal bondade mais poderosos auxílios. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

Oração da 33ª Semana do Tempo Comum da Igreja Católica

Oração da 32ª Semana do Tempo Comum da Igreja Católica

Com a morte tudo se acaba? - Mons. Ascânio Brandão

Sim, é verdade, com a morte tudo se acaba. Lá se vão as riquezas, as honras, o luxo, as glórias terrenas, e até nosso pobre corpo tão miserável se transforma num monstro asqueroso e horrível.
Vamos ao pó de onde viemos. Tu és pó e pó te hás de tornar. Seremos quanto ao corpo, nada, pó, um punhado de lodo.
Todavia, temos uma alma imortal, criada à imagem e semelhança de Deus, e esta não se acaba. É espiritual. Separa-se do corpo que ela vivificou, mas não morre.
A morte não é mais do que a separação da alma do corpo. Então nem tudo se acaba na morte. Fica o principal, a alma. 

O que são Dons do Espírito Santo?

Dons do Espírito Santo
Dons são virtudes, dadivas e bênção, que nos são dadas gratuitamentepor Deus.
Todos os batizados são templo do Espírito Santo. 1Cor 3,16 Não sabeis que sois o templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós?
Dons Infusos ou de Santificação: Necessários para o nosso crescimento espiritual. Dons Efusos ou dos carismas: Necessários para o bem comum, para o serviço.
Dons Infusos: (Is 11,1-2) Um renovo sairá do tronco de Jessé, e um rebento brotará de suas raízes. Sobre ele repousará o Espírito do Senhor, Espírito de sabedoria e de entendimento, Espírito de prudência e de coragem, Espírito de ciência e de temor ao Senhor.

Liturgia Diária Comentada 25/11/2016 sexta-feira

34ª Semana do Tempo Comum - 2ª Semana do Saltério Prefácio próprio - Ofício do dia Cor: Verde - Ano “C” Lucas
Santo do Dia: CATARINA DE ALEXANDRIA - Mártir
Antífona:Salmo 84,9 O Senhor fala de paz a seu povo e a seus amigos e a todos os que se voltam para ele.
Oração do Dia:Levantai, ó Deus, o ânimo dos vossos filhos e filhas, para que, aproveitando melhor as vossas graças, obtenham de vossa paternal bondade mais poderosos auxílios. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

Santa Catarina de Alexandria - Mártir - 25 de Novembro

A vida e o martírio de Catarina de Alexandria estão de tal modo mesclados às tradições cristãs que ainda hoje fica difícil separar os acontecimentos reais do imaginário de seus devotos, espalhados pelo mundo todo. Muito venerada, o seu nome tornou-se uma escolha comum no batismo, e em sua honra muitas igrejas, capelas e localidades são dedicadas, no Oriente e no Ocidente. O Brasil homenageou-a com o estado de Santa Catarina, cuja população a festeja como sua celestial padroeira.
Alguns textos escritos entre os séculos VI e X, que se reportam aos acontecimentos do ano 305, tornaram pública a empolgante figura feminina de Catarina. Descrita como uma jovem de dezoito anos, cristã, nasceu no ano de 287, de rara beleza, era filha do rei Costus, de Alexandria, onde vivia no Egito. Muito culta, dispunha de vastos conhecimentos teológicos e humanísticos. Com desenvoltura, modéstia e didática, discutia filosofia, política e religião com os grandes mestres, o que não era nada comum a uma mulher…

Quem quer ir para o céu? - Dom Redovino Rizzardo

O título faz parte de uma estória que se conta por aí. Durante um encontro de ensino religioso, a catequista pergunta aos pequerruchos que estão em sua frente: “Quem quer ir pr’o céu?” Todas as crianças levantam a mão e respondem em coro: “Eu vou!” Umas delas, porém, fica em silêncio. “Você não quer?” indaga curiosa a mestra. E ela: “Não, porque mamãe me disse para voltar logo para casa após a catequese!”...
Passando da brincadeira para a realidade, se conhecêssemos verdadeiramente quem é Deus e o que significa “paraíso”, seríamos atraídos irresistivelmente para eles, infinitamente mais do que acontece com a lei da gravidade. Infelizmente, ao longo da vida, são tantos e tão fortes os ouropéis que aparecem, que lentamente, dia após dia, nos tornamos cada vez mais cegos às “coisas do céu” e atraídos pelas “coisas da terra”.

Deus tem um projeto - Pe. Zezinho, scj

Nunca vi os engenheiros que fizeram a Torre Eiffel e a Represa de Itaipu, mas sei que quem fez aquilo tinha um projeto. Não foram fazendo sem saber aonde queriam chegar. Não entendo aqueles projetos, mas vejo o seu resultado. Então, concluo que eles eram homens e mulheres muito inteligentes.
Nunca vi Deus, mas pelo que vejo e sei do Universo e da vida, sei que Ele tinha e tem um projeto. Eu não entendo como e porque, mas pelo que vejo a cada nova descoberta, sei que se trata de um ser extremamente inteligente. Isso aqui não está acontecendo por acaso.

Espiritualidade do Advento - Pe. Dr. Brendan Coleman

Na Igreja Católica a palavra advento se refere ao período de quatro semanas preparatórias para o Natal. O termo é cristão, mas de origem profana, pois significa visita oficial de um personagem importante no tempo da sua posse. Nos escritos cristãos dos primeiros séculos torna-se termo clássico para designar a vinda de Cristo. Trata-se de preparar bem a Festa do Natal, fazendo-a superar a mera comercialização ou as insuficientes emoções humanas, para chegar à profundidade do mistério de um Deus que nasceu entre os homens, a fim de orientar o mundo e a humanidade segundo um novo plano. O Menino Jesus que nasceu em Belém, pobre e rejeitado, é realmente o Rei do Universo. Ele não impõe a sua vontade e o seu reinado, mas convida a todos a acolher sua lei e construir assim uma sociedade de paz e universal fraternidade.

Liturgia Diária Comentada 24/11/2016 quinta-feira ANDRÉ DUNG-LAC - Mártir

34ª Semana do Tempo Comum - 2ª Semana do Saltério Prefácio comum ou dos Mártires - Ofício da Memória Cor: Vermelho - Ano “C” Lucas
Memória Obrigatória: ANDRÉ DUNG-LAC - Mártir
Antífona:Gl 6,14a; 1Cor 1,18 A cruz de nosso Senhor Jesus Cristo deve ser a nossa glória: nele está nossa vida e ressurreição; para os salvos, como nós, ela é poder de Deus.
Oração do Dia:Ó Deus, fonte e origem de toda paternidade, que destes aos santos mártires André e seus companheiros serem fiéis à cruz do vosso Filho até a efusão do sangue, concedei, por sua intercessão, que propagando o vosso amor entre os irmãos, possamos ser chamados vossos filhos e filhas e realmente o sejamos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

Santo André Dung-Lac - Mártir - 24 de novembro

Ó Deus, fonte e origem de toda paternidade, que destes aos santos mártires André e seus companheiros serem fiéis à cruz do vosso Filho até a efusão do sangue, concedei, por sua intercessão, que propagando o vosso amor entre os irmãos, possamos ser chamados vossos filhos e filhas e realmente o sejamos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Ser sadio na doença - Dom Redovino - Questão de Fé

No dia 10 de maio de 1873, chegou a Molokai, no arquipélago de Havaí, o missionário belga, Damião de Veuster. A “ilha maldita” era habitada por 3.113 leprosos. Ao longo dos 16 anos em que lá permaneceu, o padre «fez-se tudo para todos» (1Cor 9,22), a serviço de pessoas que, desesperadas e revoltadas, acabavam criando, umas para as outras, um verdadeiro inferno. Certo dia, em 1884, cinco anos antes de falecer, quando começava a colher os frutos de sua doação, percebeu que, ele também, havia sido atingido pela enfermidade. No domingo seguinte, ao invés de se dirigir aos fiéis como sempre fazia – um sadio falando para doentes –, iniciou sua homilia dizendo: «Nossa pátria é o Céu, para onde nós, os leprosos, estamos certos de ir muito em breve. Lá não haverá feiura nem doença: seremos todos transfigurados».

Na presença de Cristo - Santo Inácio de Loyola

Tomai, Senhor, e recebei toda a minha liberdade, a minha memória também. O meu entendimento e toda a minha vontade tudo o que tenho e possuo, vós me destes com amor.
Todos os dons que me destes, com gratidão vos devolvo, disponde deles Senhor, segundo a vossa vontade.
Dai-me somente, o vosso amor, vossa graça isto me basta, nada mais quero pedir.

Liturgia Diária Comentada 23/11/2016 quarta-feira 34ª Semana do Tempo Comum

34ª Semana do Tempo Comum - 2ª Semana do Saltério Prefácio próprio - Ofício do dia Cor: Verde - Ano “C” Lucas
Memória Facultativa: CLEMENTE I - Papa, Santo e Mártir
Antífona:Salmo 84,9 O Senhor fala de paz a seu povo e a seus amigos e a todos os que se voltam para ele.
Oração do Dia:Levantai, ó Deus, o ânimo dos vossos filhos e filhas, para que, aproveitando melhor as vossas graças, obtenham de vossa paternal bondade mais poderosos auxílios. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

Clemente I - Papa, Santo e Mártir - 23 de novembro

Clemente I, 4º Papa da Igreja. Nasceu em Roma no ano 35, foi eleito papa em 88, seu pontificado durou até o ano 97 (9 anos), teve como antecessor o papa Anacleto e como sucessor Evaristo. Morreu no dia 23 de novembro do ano 101.
Clemente Romano foi o quarto papa da Igreja de Roma, ainda no século I. Vivia em Roma e foi contemporâneo de São João Evangelista, São Filipe e São Paulo; de Filipe era um dos colaboradores e do último, um discípulo. Paulo até citou-o em seus escritos. A antiga tradição cristã apresenta-o como filho do senador Faustino, da família Flávia, parente do imperador Domiciano. Mas foi o próprio Clemente que registrou sua história ao assumir o comando da Igreja, sabendo do perigo que o cargo representava para sua vida. Pois era uma época de muitas perseguições aos seguidores de Cristo.

Coroa do advento

(1)Na Igreja Católica o período de quatro semanas preparatórias para o Natal é chamado Advento.O termo é cristão, mas de origem profana, pois significa visita oficial de uma personagem importante no tempo da sua posse. Nos escritos cristãos dos primeiros séculos torna-se termo clássico para designar a vinda de Cristo. A história do Advento, no rito romano, começa no século Vl, no sentido de espera jubilosa do Natal, e a sua pré-história remonta às Gálias e à Espanha dos fins do século lV, como preparação ascética para Natal-Epifania. A liturgia romana dá grande valor à Mãe de Cristo, sobretudo nas Quatro Têmporas e na vigília do Natal. O tempo do Advento tem dupla índole: (a) é o tempo de preparação para as solenidades do Natal, em que se comemora a primeira vinda do Filho de Deus; e (b) é o tempo em que, por esta comemoração, as mentes se voltam para a expectação da segunda vinda de Cristo no fim dos tempos. Por essas razões, o tempo de advento se apresenta como o tempo de devota e a…

Liturgia Diária Comentada 22/11/2016 terça-feira CECÍLIA - Mártir

34ª Semana do Tempo Comum - 2ª Semana do Saltério Prefácio comum ou das Santas - Ofício da Memória Cor: Vermelho - Ano “C” Lucas
Memória Obrigatória: CECÍLIA - Mártir
Antífona:Salmo 148,12-14 Louvem as virgens o nome do Senhor, porque só ele é excelso; sua glória excede a terra e o céu.
Oração do Dia:Ó Deus, sede favorável às nossas suplicas e dignai-vos atender as nossas preces pela intercessão de Santa Cecília. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

Santa Cecília - Mártir - 22 de novembro

Ó gloriosa Santa Cecília, apóstolo de caridade, espelho de pureza e modelo de esposa cristã! Por aquela fé esclarecida, com que afrontastes os enganosos deleites do mundo pagão, alcançai-nos o amoroso conhecimento das verdades cristãs, para que conformemos a nossa vida com a santa lei de Deus e da sua Igreja. Revesti-nos de inviolável confiança na misericórdia de Deus, pelos merecimentos infinitos de Nosso Senhor Jesus Cristo. Dilatai o nosso coração, para que, abrasados do amor de Deus, não nos desviemos jamais da salvação eterna. Gloriosa Padroeira nossa, que os vossos exemplos de fé e de virtude sejam para todos nós, um brado de alerta, para que estejamos sempre atentos à vontade de Deus, na prosperidade como nas provações, no caminho do céu e da salvação eterna. Amém!

Salve o nosso Rei Jesus! - Igreja Católica

O Senhor dos senhores, o príncipe da paz. Nossas vidas em suas mãos.
Jesus no alto da cruz, diante da multidão que antes o reverenciava em sua chegada a Jerusalém, desta vez , o condenava a morte, com o tom de zombaria e humilhação.  Para os de coração duro Ele é o rei da enganação intitulado pelo líder dos sacerdotes, insuflando a todos ao mesmo insulto. Jesus em suas Palavras de Libertação ia contra os princípios os quais  eles defendiam. Era uma ameaça à posição em que se encontravam.
Jesus foi e ainda é uma ameaça aos que promovem a injustiça, o descaso com a dor e a miséria do outro. Estes queriam calar a voz da verdade que já havia começado a esbravejar pelo deserto com João Batista.

Advento, significado e origem

Todos os grandes eventos exigem uma preparação. Por isso, a Igreja instituiu, na Liturgia, um período que antecede o Natal: o Advento que, ao longo da história da Igreja, tomou diversas formas.
Receber uma visita é uma arte que uma dona de casa exercita com frequência. E quando ovisitante é   ilustre, os preparativos são mais exigentes. Imagine o leitor que numa Missa de domingo seu pároco anunciasse a visita pastoral do bispo diocesano, acrescida de uma particularidade: um dos paroquianos seria escolhido à sorte para receber o prelado em sua casa, para almoçar, após a Missa.
Certamente, durante alguns dias, tudo no lar da família eleita se voltaria para a preparação de tão honrosa visita. A seleção do menu, para o almoço, o que melhorar na decoração do lar, que roupas usar nessa ocasião única. Na véspera, uma arrumação geral na casa seria de praxe, de modo a ficar tudo eximiamente ordenado, na expectativa do grande dia.

A encarnação do Verbo - Santo Atanásio

O Verbo de Deus, incorpóreo, incorruptível e imaterial, veio habitar no meio de nós, se bem que antes não estava ausente. De fato, nenhuma região do universo esteve alguma vez privada da sua presença, porque pela união com seu Pai estava em todas as coisas e em toda a parte. Por amor de nós veio a este mundo, isto é, manifestou-Se-nos de modo sensível. [...] Não quis simplesmente habitar num corpo, nem apenas tornar-Se visível. Se de fato quisesse apenas tornar-Se visível, teria podido escolher um corpo mais excelente; mas Ele tomou o nosso corpo.
No seio da Virgem construiu para Si um templo, isto é, um corpo, e, habitando nele, fê-lo instrumento da sua manifestação. Tomou um corpo semelhante ao nosso, e, porque toda a humanidade estava sujeita à corrupção da morte, Ele, no seu imenso amor, ofereceu-o ao Pai, aceitando a morte por todos os homens.