Pular para o conteúdo principal

Postagens

Anuário Pontifício 2017 revela os dados da Igreja no mundo

O Anuário Pontifício 2017 e o Anuarium Statisticum Ecclesiae 2015, cuja redação esteve sob a responsabilidade do Departamento Central de Estatística da Igreja foi distribuídos nestes dias nas livrarias. O trabalho de impressão dos dois volumes é da Tipografia Vaticana. Reproduzimos aqui a análise dos dados do L’Osservatore Romano.
Da análise dos dados referidos no Anuário Pontifício pode-se deduzir algumas novidades relativas à vida da Igreja Católica no mundo, a partir de 2016. Como por exemplo: durante o referido período foram eretas quatro novas sedes episcopais, uma eparquia, dois exarcados apostólicos, um ordinariato e um exarcado apostólico foi elevado à eparquia. Os dados do Annuarium Statisticum, por sua vez, relativos ao ano de 2015, fornecem um quadro de síntese dos principais andamentos que interessam o desenvolvimento da Igreja Católica no mundo.
A seguir são descritas as tendências verificadas no quinquênio recém transcorrido, quer dos católicos batizados, quer dos cléri…
Postagens recentes

Por que estais aí o dia inteiro desocupados? - Mateus 20,1-16a

Naquele tempo, Jesus contou esta parábola a seus discípulos: "O Reino dos Céus é como a história do patrão que saiu de madrugadapara contratar trabalhadores para a sua vinha. Combinou com os trabalhadores uma moeda de prata por dia, e os mandou para a vinha. Às nove horas da manhã, o patrão saiu de novo, viu outros que estavam na praça, desocupados, e lhes disse: 'Ide também vós para a minha vinha! E eu vos pagarei o que for justo'. E eles foram. O patrão saiu de novo ao meio-dia e às três da tarde, e fez a mesma coisa. Saindo outra vez pelas cinco horas da tarde, encontrou outros que estavam na praça, e lhes disse: 'Por que estais aí o dia inteiro desocupados?' Eles responderam: 'Porque ninguém nos contratou'. O patrão lhes disse: 'Ide vós também para a minha vinha'. Quando chegou a tarde, o patrão disse ao administrador: 'Chama os trabalhadores e paga-lhes uma diária a todos, começando pelos últimos até os primeiros!' Vieram os que tinham…

Os cristãos enfermos - Santo Agostinho

Ao enfermo, diz o Senhor, não fortificastes (Ez 34,4). Diz aos maus pastores, aos pastores falsos, que buscam seu interesse, não o de Jesus Cristo. Aos que se alegram com as dádivas do leite e da lã, mas descuram totalmente as ovelhas e não cuidam das doentes. Parece-me haver diferença entre enfermo e doente – pois se costuma chamar de enfermos os doentes; enfermo quer dizer não firme, e doente o que se sente mal.
Na verdade, irmãos, esforçamo-nos de algum modo por distinguir estas coisas, mas talvez com maior aplicação poderíamos nós ou outro mais entendido e com o coração mais cheio de luz discernir melhor. À espera disto, para que não sejais privados em relação às palavras da Escritura, falo o que penso. É de se temer sobrevenha uma tentação ao enfermo que o debilite. O doente, ao contrário, já adoeceu por alguma ambição e por esta ambição se vê impedido de entrar no caminho de Deus, de submeter-se ao jugo de Cristo. 
Observai esses homens que desejam viver bem, já decididos a vive…

Nossa Senhora das Mercês - 24 de setembro

Durante a invasão moura na Espanha, os cristãos estavam sendo perseguidos, e muitos eram escravizados. Numa noite, Pedro Nolasco, Raimundo de Peñafort, um teólogo, e o rei de Aragão, Dom Jaime I tiveram o mesmo sonho. No sonho, apareceu a Virgem, dizendo-lhes para fundar uma ordem com o objetivo de proteger os cristãos e libertar os fiéis cativos. Pedro Nolasco e o teólogo, Raimundo, descobriram que tiveram o mesmo sonho, e ambos pediram a permissão do rei para fundar a ordem, e para sua surpresa, o rei também tivera o mesmo sonho. Então foi criada a Ordem Real, Celestial e Militar de Nossa Senhora das Mercês para a Redenção dos Cativos, e Pedro foi nomeado o grão-mestre da Ordem.
Também conhecida por Nossa Senhora das Mercedes. Esta devoção remonta ao século XIII e liga-se aos religiosos Mercedários de S. Pedro Nolasco e aos colonizadores espanhóis que fundaram no Peru, em 1534, a cidade de S. Francisco de Quito. Com eles vieram a “Peregrina do Quito”, uma imagem de madeira represent…

Oração do Dia: Os dois caminhos do homem

Vinde, ó Deus em meu auxílio. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.
Feliz é todo aquele que não anda conforme os conselhos dos perversos; que não entra no caminho dos malvados, nem junto aos zombadores vai sentar-se; mas encontra seu prazer na lei de Deus e a medita, dia e noite, sem cessar.
Eis que ele é semelhante a uma árvore que à beira da torrente está plantada; ela sempre dá seus frutos a seu tempo, e jamais as suas folhas vão murchar. *
Eis que tudo o que ele faz vai prosperar, mas bem outra é a sorte dos perversos. Ao contrário, são iguais à palha seca espalhada e dispersada pelo vento.
Por isso os ímpios não resistem no juízo nem os perversos, na assembleia dos fiéis. Pois Deus vigia o caminho dos eleitos, mas a estrada dos malvados leva à morte.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre.
Amém.
Fonte: Salmo 1,1-6 Foto retirada da internet caso seja …

Liturgia Diária Comentada 24/09/2017 25ª Domingo do Tempo Comum

Primeira Leitura: Livro do Profeta Isaías 55,6-9

Buscai o Senhor, enquanto pode ser achado; invocai-o, enquanto ele está perto. Abandone o ímpio seu caminho, e o homem injusto, suas maquinações; volte para o Senhor, que terá piedade dele, volte para nosso Deus, que é generoso no perdão. Meus pensamentos não são como os vossos pensamentos, e vossos caminhos não são como os meus caminhos, diz o Senhor. Estão meus caminhos tão acima dos vossos caminhos e meus pensamentos acima dos vossos pensamentos, quanto está o céu acima da terra. - Palavra do Senhor.
Comentário: O texto do segundo Isaías centraliza sua atividade profética no tema da consolação do povo desterrado. Porém o desterro se deu por causa da desobediência do povo e de seus dirigentes que se apartaram de Deus e romperam a aliança. Entretanto, Deus não abandona o seu povo. Se o povo é infiel à aliança, Deus permanece sempre fiel. Os caminhos do Senhor são bem diferentes dos caminhos humanos. O profeta insiste no convite a buscar…

Se acharmos que O achamos - Pe. Zezinho, scj

Fixemos nosso olhar não no que se vê, mas sim no que não se vê! (2 Cor 4,18)
Os olhos e o coração muitas vezes enganam. O Deus que você procura talvez seja o mesmo que eu, seus amigos e parentes procuramos, mas como não procuramos com os mesmos olhos, com as mesmas lentes, nem com o mesmo coração é bem provável que nossas visões e nossos encontros não sejam iguais nem parecidos. Assim, o que para você é sinal de Deus, talvez não seja para uma outra pessoa.
Acontece que todos procuramos Deus, cada qual com a nossa miopia. Por mais sinceros que sejamos, somos limitados. Há muitos graus de cegueira e de miopia; a cegueira ou a miopia de cada crente determina sua maneira de viver a sua fé. Fazemos como o míope que garantia ter chegado à cidade onde descansaria, porque na placa se lia Paraíso. Seus olhos o enganaram. Era a vila Parajiso. Isso não impediu que, antes de haver descoberto seu erro, tivesse levado muitos consigo. Quem o seguiu sem questionar seguiu um míope que tinha uma boa co…

A vocação dos presbíteros à perfeição

Pelo sacramento da Ordem, os presbíteros são configurados com Cristo sacerdote, na qualidade de ministros da Cabeça, para construir e edificar todo o seu corpo que é a Igreja, como cooperadores da ordem episcopal. De fato, já pela consagração do batismo receberam, como todos os cristãos, o sinal e o dom de tão grande vocação e graça para que, apesar da fraqueza humana, possam e devam procurar a perfeição, segundo a palavra do Senhor: Sede perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito (Mt 5,48).
Os sacerdotes, porém, estão obrigados por especial motivo a atingir tal perfeição, uma vez que, consagrados a Deus de modo novo pela recepção do sacramento da Ordem, se transformaram em instrumentos vivos de Cristo, eterno Sacerdote, a fim de poderem continuar através dos tempos sua obra admirável que reuniu com suma eficiência toda a família humana.
Como, pois, cada sacerdote, a seu modo, faz as vezes da própria pessoa de Cristo, é também enriquecido por uma graça especial, para que, no servi…

Oração do Dia: Quando eu chamo, respondei-me, ó meu Deus, minha justiça!

Vinde, ó Deus em meu auxílio. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.
Quando eu chamo, respondei-me, ó meu Deus, minha justiça! Vós que soubestes aliviar-me nos momentos de aflição, atendei-me por piedade e escutai minha oração! Filhos dos homens, até quando fechareis o coração?
Por que amais a ilusão e procurais a falsidade? Compreendei que nosso Deus faz maravilhas por seu servo, e que o Senhor me ouvirá quando lhe faço a minha prece!
Se ficardes revoltados, não pequeis por vossa ira; meditai nos vossos leitos e calai o coração!
Sacrificai o que é justo, e ao Senhor oferecei-o; confiai sempre no Senhor, ele é a única esperança! Muitos há que se perguntam: 'Quem nos dá felicidade?' Sobre nós fazei brilhar o esplendor de vossa face!
Vós me destes, ó Senhor, mais alegria ao coração, do que a outros na fartura do seu trigo e vinho novo.
Eu tranquilo vou deitar-me e na paz logo adormeço, poi…

Liturgia Diária Comentada 23/09/2017 24ª sábado do Tempo Comum

Memória: SÃO PIO DE PIETRELCINA
Primeira Leitura: 1ª Carta de São Paulo a Timóteo 6,13-16

Caríssimo, diante de Deus, que dá a vida a todas as coisas, e de Cristo Jesus, que deu o bom testemunho da verdade perante Pôncio Pilatos, eu te ordeno: guarda o teu mandato íntegro e sem mancha até à manifestação gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo. Esta manifestação será feita no tempo oportuno pelo bendito e único soberano, o rei dos reis e Senhor dos senhores, o único que possui a imortalidade e que habita numa luz inacessível, que nenhum homem viu, nem pode ver. A ele, honra e poder eterno. Amém. - Palavra do Senhor.
Comentário: Eis o retrato do pastor ideal. Com vida santa e sem mácula, deve Timóteo conservar intacta e sem compromissos a doutrina e o Espírito do Senhor; até o dia de sua manifestação. Paulo quer radicar profundamente no coração de Timóteo a grande exigência de toda a sua vida: conservar pura e intacta a fé cristã, em face das filosofias e ataques heréticos, até à volta de Je…

Prepara-te para a tentação - Santo Agostinho

Já sabeis o que amam os maus pastores. Vede o que descuidam. Ao enfermo não fortificastes; do doente não cuidastes; o machucado, isto é, fraturado, não pensastes; ao desgarrado, não reconduzistes; ao que se perdia não fostes procurar e ao forte oprimistes (Ez 34,4), matastes, destruístes. A ovelha se enfraquece, quer dizer, tem coração débil, imprudente e desprevenido, a ponto de ceder às tentações que sobrevierem.
O pastor negligente, quando alguém se lhe confia, não lhe diz: Filho, vindo para servir a Deus, mantém-te na justiça e prepara-te para a tentação (cf. Eclo 2,1). Quem assim fala fortifica o fraco e de fraco faz firme, de modo que, se lhe forem confiados os bens deste mundo, não se fiará neles. Se, contudo, houver aprendido a fiar-se na prosperidade terena, por esta mesma prosperidade será corrompido; sobrevindo adversidades, ferir-se-á e talvez pereça.
Quem assim o edifica, não o constrói sobre pedra, mas sobre a areia. A pedra era Cristo (cf. 1Cor 10,4). Os cristãos têm de…

Liturgia Diária Comentada 22/09/2017 24ª sexta-feira do Tempo Comum

Primeira Leitura: 1ª Carta de São Paulo a Timóteo 6,2c-12

Caríssimo, ensina e recomenda estas coisas. Quem ensina doutrinas estranhas e discorda das palavras salutares de nosso Senhor Jesus Cristo e da doutrina conforme à piedade, é um obcecado pelo orgulho, um ignorante que morbidamente se compraz em questões e discussões de palavras. Daí é que nascem invejas, contendas, insultos, suspeitas, porfias de homens com mente corrompida e privados da verdade que fazem da piedade assunto de lucro. Sem dúvida, grande fonte de lucro é a piedade, mas quando acompanhada do espírito de desprendimento. Porque nada trouxemos ao mundo como tampouco nada poderemos levar. Tendo alimento e vestuário, fiquemos satisfeitos. Os que desejam enriquecer caem em tentação e armadilhas, em muitos desejos loucos e perniciosos que afundam os homens na perdição e na ruína, porque a raiz de todos os males é a cobiça do dinheiro. Por se terem deixado levar por ela, muitos se extraviaram da fé e se atormentam a si me…

Oração do Dia: Clamo a Deus em meu pranto

Vinde, ó Deus em meu auxílio. Socorrei-me sem demora. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.
Clamo a Deus em meu pranto, e o Senhor me haverá de salvar! Desde a tarde, à manhã, ao meio-dia, faço ouvir meu lamento e gemido.
O Senhor há de ouvir minha voz, libertando a minh’alma na paz, derrotando os meus agressores, porque muitos estão contra mim!
Deus me ouve e haverá de humilhá-los, porque é Rei e Senhor desde sempre. Para os ímpios não há conversão, pois não temem a Deus, o Senhor.
Lança sobre o Senhor teus cuidados, porque ele há de ser teu sustento, e jamais ele irá permitir que o justo para sempre vacile!
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre.
Amém.
Foto retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.
DEIXE SEU PEDIDO DE ORAÇÃO https://ocristaocatolico.blogspot.com.br/2016/07/pedido-de-oracao-igreja-catolica.html
Fique com Deus e s…

O exercício do perdão - Dom Alberto Taveira Corrêa

O rancor, a vingança, a denúncia agressiva, a delação e todo tipo de acusações, as guerras, a violência urbana e rural, tudo se espalha pela terra até os nossos dias. É impressionante como a maldade mostra suas garras, até em nome da defesa de valores morais e sociais, mas sempre usando as armas erradas que, ao pretenderem vencer o mal, destroem as pessoas, sua fama e dignidade. Parece que as lições do Evangelho, assim como outras magníficas indicações vindas inclusive de outras tradições religiosas encontram ouvido de mercador, aquele que não presta atenção em nada além dos próprios interesses, no coração da humanidade. Trata-se de uma luta renhida em que o egoísmo domina as relações entre as pessoas, as comunidades e as nações. Pensemos em nosso país e na verdadeira luta livre entre grupos e tendências, com a torcida de tantos que se alegram ao ver a queda dos adversários! Ao mesmo tempo, espalha-se um relaxamento moral, com afrouxamento das consciências e a inversão de uma adequada…