Pular para o conteúdo principal

Evangelho Comentado do Dia 26/02/2017 Domingo 8ª Semana do Tempo Comum

8ª Semana do Tempo Comum - 4ª Semana do Saltério
Prefácio Comum - Ofício do dia
Cor: Verde - Ano “A” Mateus

Antífona: Salmo 17,19-20 O Senhor se tornou o meu apoio, libertou-me da angústia e me salvou porque me ama.

Oração do Dia: Fazei, ó Deus, que os acontecimentos deste mundo decorram na paz que desejais e vossa igreja vos possa servir alegre e tranquila. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

Primeira Leitura: Livro do Profeta Isaías 49,14-15

Disse Sião: “O Senhor abandonou-me, o Senhor esqueceu-se de mim!” Acaso pode a mulher esquecer-se do filho pequeno, a ponto de não ter pena do fruto de seu ventre? Se ela se esquecer, eu, porém, não me esquecerei de ti. - Palavra do Senhor.


Comentário: O texto de Isaías, lido hoje, se situa na época da deportação da Babilônia, de onde a maioria do povo de Israel perde sua confiança e esperança em Javé por causa da forte e violenta influência religiosa, política e social da Babilônia e pela pouca capacidade de espera e resistência do mesmo povo desterrado. Israel se sente abandonado e esquecido por Deus, sente que as promessas de libertação nunca se cumpririam e se resigna e se dobra por inteiro ao domínio babilônico. A tarefa do profeta é então animar a esperança do povo resignado, por meio da Palavra, fazendo-o ver que Deus não o abandona, que está aí, junto dele sofrendo e lutando pela libertação, que não se esqueceu de seu povo e que ama seus filhos com coração de mãe. Com este texto, Isaías manifesta a ternura de Deus, sua preocupação de mãe pelo bem-estar de seus filhos, bem diferente da experiência de sofrimento na Babilônia. Deus age com ternura e misericórdia para com quem sofre. Esta é a maneira como Javé anima e salva seu povo. (claretianos.com.br)

Salmo: 61,2-3.6-7.8-9ab (R.6a)
Só em Deus a minha alma tem repouso, só ele é meu rochedo e salvação.

Só em Deus a minha alma tem repouso, porque dele é que me vem a salvação! Só ele é meu rochedo e salvação, a fortaleza, onde encontro segurança!

Só em Deus a minha alma tem repouso, porque dele é que me vem a salvação! Só ele é meu rochedo e salvação, a fortaleza, onde encontro segurança!

A minha glória e salvação estão em Deus; o meu refúgio e rocha firme é o Senhor! Povo todo, esperai sempre no Senhor, e abri diante dele o coração.

Segunda Leitura: Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 4,1-5

Irmãos: Que todo o mundo nos considere como servidores de Cristo e administradores dos mistérios de Deus. A este respeito, o que se exige dos administradores é que sejam fiéis. Quanto a mim, pouco me importa ser julgado por vós ou por algum tribunal humano. Nem eu me julgo a mim mesmo. É verdade que minha consciência não me acusa de nada. Mas não é por isso que eu posso ser considerado justo. Quem me julga é o Senhor. Portanto, não queirais julgar antes do tempo. Aguardai que o Senhor venha. Ele iluminará o que estiver escondido nas trevas e manifestará os projetos dos corações. Então, cada um receberá de Deus o louvor que tiver merecido. - Palavra do Senhor.

Comentário: Paulo, na primeira carta aos coríntios, responde às críticas de quem, depois de tomar partido por um anunciador do evangelho em particular ou por uma maneira concreta de proclamá-lo, julga o modo de agir do próprio Paulo, juízo que é apressado, pouco fundamentado e imaturo. Paulo lembra que o importante para ele é que o considerem servidor e administrador fiel dos mistérios de Deus, pois os crentes somente podem ser isso e nada mais. Portanto, o juízo sobre a forma de servir e administrar das pessoas corresponde unicamente a Deus. O importante é o serviço fiel ao mistério e a correta administração dos carismas confiados por Deus aos apóstolos. O que verdadeiramente Deus julga é a capacidade de serviço e entrega dos anunciadores do Evangelho; o que importa a Deus é quão misericordiosos e justos somos com nossos irmãos, pois nisto se distingue um legítimo apóstolo de Cristo. (claretianos.com.br)

Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 6,24-34

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Ninguém pode servir a dois senhores; pois, ou odiará um e amará o outro, ou será fiel a um e desprezará o outro. Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro. Por isso eu vos digo: não vos preocupeis com a vossa vida, com o que havereis de comer ou beber; nem com o vosso corpo, com o que havereis de vestir. Afinal, a vida não vale mais do que o alimento, e o corpo, mais do que a roupa?

Olhai os pássaros dos céus: eles não semeiam, não colhem nem ajuntam em armazéns. No entanto, vosso Pai que está nos céus os alimenta. Vós não valeis mais do que os pássaros? Quem de vós pode prolongar a duração da própria vida, só pelo fato de se preocupar com isso? E por que ficais preocupados com a roupa? Olhai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham nem fiam. Porém, eu vos digo: nem o rei Salomão, em toda a sua glória, jamais se vestiu como um deles.

Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é queimada no forno, não fará ele muito mais por vós, gente de pouca fé? Portanto, não vos preocupeis, dizendo: ‘O que vamos comer? O que vamos beber? Como vamos nos vestir? Os pagãos é que procuram essas coisas. Vosso Pai, que está nos céus, sabe que precisais de tudo isso.

Pelo contrário, buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão dadas por acréscimo. Portanto, não vos preocupeis com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã terá suas preocupações! Para cada dia bastam seus próprios problemas”. - Palavra da Salvação.

Comentários:

A exortação que Mateus coloca na boca de Jesus se dirige particularmente ao povo pobre que segue o Mestre, o povo que sempre está em risco, preocupado com o presente e com o futuro, preocupado por sua subsistência e por sua vida. Jesus convida a colocar-se nas mãos de Deus, que é terno e compassivo para com todos, que olha pelas necessidades de todas as suas criaturas. Com a mente e o coração postos na generosidade de Deus, o que realmente importa é buscar o Reino de Deus e sua justiça. Essa deve ser a preocupação fundamental do seguidor de Jesus. É um chamado a ser como o próprio Deus é: justo, terno, compassivo, solidário, amante dos pobres e enfraquecidos; por isso, é tarefa de todos expressar ao mundo, por meio do testemunho e da fraternidade, a ternura de nosso Deus Pai-Mãe da Vida. (claretianos.com.br)

O ensinamento de Jesus pode dar margem a mal-entendido, se interpretado na linha da acomodação e da passividade. De fato, Jesus preveniu os discípulos contra a preocupação exagerada quanto à comida, à bebida e ao vestuário. Para ilustrar suas palavras, mandou-os verificar o que se passa com os pássaros do céu e os lírios do campo. A subsistência deles depende unicamente do Pai. Por isso, não têm necessidade de fadigar-se para se nutrirem. Se o Pai preocupa-se com os pássaros, quanto mais haverá de preocupar-se com seus filhos! Daí a ordem do Mestre: "Busquem, antes de qualquer coisa, o Reino de Deus e a sua justiça, e tudo mais será dado a vocês, em abundância". Na ordem do Mestre está incluída a condenação à passividade. A busca da justiça do Reino exige do discípulo engajar-se, de corpo e alma, na construção de uma sociedade justa e fraterna. Nisto se concentrará a sua preocupação: ajudar o semelhante nas suas aflições, partilhar seus bens com os mais necessitados, ser sensível aos sofrimentos dos pobres e oprimidos, rejeitar a tentação do materialismo e da busca desenfreada de prazer, buscar construir a comunhão e a reconciliação no seio da sociedade, ser um promotor incansável da justiça. Por conseguinte, quando Jesus pregava a confiança na Providência e o primado do Reino, estava convocando as pessoas a se tornarem colaboradoras de Deus na construção de um mundo melhor.  (Padre Jaldemir Vitório/Jesuíta)

Fonte: CNBB - Missal Cotidiano (Paulus)
Foto retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.

DEIXE SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Fique com Deus e sob a proteção da Sagrada Família
Ricardo Feitosa e Marta Lúcia
Crendo e ensinando o que crê e ensina a Santa Igreja Católica

Se desejar receber nossas atualizações de uma forma rápida e segura, por favor, faça sua assinatura, é grátis. Acesse nossa pagina: https://ocristaocatolico.blogspot.com.br/ e cadastre seu e-mail para recebimento automático, obrigado.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...