Pular para o conteúdo principal

Santa Brígida da Irlanda - 01 de Fevereiro

Ó Deus, concedei-nos pelas preces de Santa Brígida da Irlanda, a quem destes perseverar na imitação do Cristo pobre e humilde, seguir a vocação com fidelidade e chegar àquela perfeição que nos propusestes em vosso Filho que convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo. Amém! 

Santa Brígida de Kildare ou Brígida da Irlanda nasceu em Faughart perto de Dundarlk na Irlanda cerca de 450. Seu pai era Dubhthach, um chefe do vilarejo de Leinster e sua mãe eram Brocca, uma escrava da corte. Ambos foram batizados por São Patrick. Brígida foi criada por Brocca e recebeu o véu de São Macaille em Croghan. Ela foi ensinada por São Mel de Armagh.

Após se instalar com outras sete mulheres no sopé da colina de Groghan Hill, Brígida seguiu São Mel para Meath em 468, mas em 470 ela voltou e fundou o duplo monastério de Cill-Dara, em Kildare. Ela tornou-se Abadessa da comunidade, a primeira da Irlanda, e começou a construção de uma catedral e um centro de aprendizado e espiritualidade. Brígida fundou ainda a uma escola de arte e ficou famosa pelos seus iluminados manuscritos especialmente “o Livro de Kildade” escrito em 1600. Brígida foi uma das notáveis mulheres da Irlanda. Muitas são as tradições e lendas atravessaram os séculos e vários seriam os milagres que ela teria feito.

Mesmo quando criança Brígida mostrava grande amor os pobres, e certa vez foi dar água a um menino que queria leite e a água se transformou em leite. De outra vez um barril de leite enviado por ela a um vilarejo próximo, em lá chegando, o barril não esvaziava e somente após todas as crianças se fartarem com o leite. A tradição diz que as vacas de Brígida davam leite três vezes ao dia para prover leite para os pobres.

Segundo a opinião mais provável, Santa Brígida faleceu no dia 1º de fevereiro de 523 em seu mosteiro de Kildare, e foi enterrada na igreja de sua abadia. Consta que, para honrar sua memória, as religiosas do mosteiro instituíram um fogo sagrado perpétuo, que passou a ser chamado de “Fogo de Santa Brígida”. (catolicismo.com.br)

A sua túnica teria sido dada a Gunhilda, irmã do Rei Harold II e estaria no Santuário de São Donatian em Gruges, Bélgica. Uma relíquia do seu sapato está no museu de Dublin. Em 1283 três cavaleiros levaram sua cabeça para a Terra Santa, mas eles morreram em Lumier (perto de Lisboa, Portugal) onde uma igreja contem um Santuário com sua cabeça em uma Capela especial.

Na Inglaterra existem 19 igrejas dedicadas a ela. A mais importante é de Santa Brígida em Londres. Na Escócia temos duas, e a igreja de Santa Brígida em Douglas lembra que ela é a padroeira da família Douglas. Em vários locais em Wales tem o nome “Llansantaffraid” que significa “Igreja de Santa Brígida”. Finalmente temos a igreja de Santa Brígida em Piacenza e Fiesole, na Itália. Na igreja de Piacenza a “Paz de Constance” foi ratificada em 1185.

Na arte litúrgica da Igreja ela é usualmente mostrada: 1) com uma vaca ao seu lado; ou 2) segurando uma cruz; ou 3) expulsando o demônio.

Seu emblema é uma lâmpada acesa ou uma vela (não confundir com a de Santa Genoveva que não foi uma Abadessa). Às vezes ela é mostrada com uma chama como véu, ou perto de um celeiro, ou perto de um curral, ou restaurando a mão de um homem (um dos seus vários milagres foi recolocar no lugar a mão cortada de um homem).

Fonte: cademeusanto.com.br - santossanctorum.blogspot.com.br
Foto retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.

DEIXE SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Fique com Deus e sob a proteção da Sagrada Família
Ricardo Feitosa e Marta Lúcia
Crendo e ensinando o que crê e ensina a Santa Igreja Católica

Se desejar receber nossas atualizações de uma forma rápida e segura, por favor, faça sua assinatura, é grátis. Acesse nossa pagina: https://ocristaocatolico.blogspot.com.br/ e cadastre seu e-mail para recebimento automático, obrigado.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...