Pular para o conteúdo principal

Evangelho Comentado do Dia 06/01/2017 sexta-feira

Tempo do Natal antes da Epifania - 2ª Semana do Saltério
Prefácio do Natal - Ofício do dia
Cor: Branco - Ano Litúrgico “A” - São Mateus

Antífona: Salmo 111,4 Para os retos de coração surgiu nas trevas uma luz: o Senhor cheio de compaixão, justo e misericordioso.

Oração do Dia: Ó Deus, sede a luz dos vossos fiéis e abrasai seus corações com o esplendor da vossa glória, para reconhecerem sempre o Salvador e a ele aderirem totalmente. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

Primeira Leitura: Primeira Carta de São João 5,5-13

Caríssimos, quem é o vencedor do mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? Este é o que veio pela água e pelo sangue: Jesus Cristo. (Não veio somente com a água, mas com a água e o sangue.) E o Espírito é que dá testemunho, porque o Espírito é a Verdade. Assim, são três que dão testemunho: o Espírito, a água e o sangue; e os três são unânimes. Se aceitamos o testemunho dos homens, o testemunho de Deus é maior. Este é o testemunho de Deus, pois ele deu testemunho a respeito de seu Filho. Aquele que crê no Filho de Deus tem este testemunho dentro de si. Aquele que não crê em Deus faz dele um mentiroso, porque não crê no testemunho que Deus deu a respeito de seu Filho. E o testemunho é este: Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho, tem a vida; quem não tem o Filho não tem a vida. Eu vos escrevo estas coisas a vós que acreditastes no nome do Filho de Deus, para que saibais que possuís a vida eterna. - Palavra do Senhor. 

Comentário: A vitória do cristão sobre o mundo é a fé. Para alcançar essa vitória, precisa de enfrentar uma luta interior e exterior contra tudo o que é mundano e realizar a vontade de Deus. A certeza da vitória vem da força da vida divina e da união com Deus. Portanto, é a fé em Cristo, Filho de Deus, o único meio para vencer o mundo (v. 5; cf. Jo 20,30-31). Jesus veio para dar a vida e, quem acredita nele, tem a vida eterna (cf. v. 21). Esta vida eterna, que Jesus trouxe à humanidade é certa, porque Ele a ofereceu no começou da sua vida pública pelo baptismo («água») (cf. Jo 1,31), e o fim da sua existência terrena pela morte na cruz («sangue») (cf. Jo 6,51; 19,34), e sempre atualizada na Eucaristia. É sobre este testemunho tríplice e concorde que se funda a manifestação de Deus em Cristo, seu Filho (vv. 7-8). Há aqui reflexos da polémica do Apóstolo contra os gnósticos que afirmavam que a divindade de Jesus se uniu à humanidade n o baptismo, mas na morte se separou da humanidade, de tal modo que apenas morreu o homem Jesus. Quem refuta este testemunho do Espírito de Deus, recusa a fé em Cristo, que é esta união de vida e de morte. A ação do Espírito entretece a vida sacramental (batismo, confirmação, eucaristia), por meio da qual o crente é inserido no mistério de Cristo e é capaz de dar testemunho dele e viver em comunhão com Deus (vv. 11-13). (dehonianos.org)

Salmo: 147, 12-13. 14-15. 19-20 (R. 12a)
Glorifica o Senhor, Jerusalém!

Glorifica o Senhor, Jerusalém! Ó Sião, canta louvores ao teu Deus! Pois reforçou com segurança as tuas portas e os teus filhos em teu seio abençoou.

A paz em teus limites garantiu e te dá como alimento a flor do trigo. Ele envia suas ordens para a terra, e a palavra que ele diz corre veloz.

Anuncia a Jacó sua palavra, seus preceitos, suas leis a Israel. Nenhum povo recebeu tanto carinho, nenhum outro revelou os seus preceitos.

Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos 1,7-11

Naquele tempo, João pregava, dizendo: “Depois de mim virá alguém mais forte do que eu. Eu nem sou digno de me abaixar para desamarrar suas sandálias. Eu vos batizei com água, mas ele vos batizará com o Espírito Santo”. Naqueles dias, Jesus veio de Nazaré da Galiléia, e foi batizado por João no rio Jordão. E logo, ao sair da água, viu o céu se abrindo, e o Espírito, como pomba, descer sobre ele. E do céu veio uma voz: “Tu és o meu Filho amado, em ti ponho meu bem-querer”. - Palavra da Salvação.

Comentário:

O batismo de Jesus está repleto de evocações. O simples gesto de passar pelas águas, conduzido por João Batista, escondia significados desconhecidos à primeira vista. A experiência batismal de Jesus evocava o êxodo do povo de Israel, quando, sob a liderança de Moisés, e guiado por Deus, atravessou o Mar Vermelho, rumo à terra prometida. A travessia do mar tinha um significado de banho purificador. Para entrar na terra da fraternidade e da igualdade, era preciso deixar para trás a mentalidade opressora e violenta da qual foram vítimas nas mãos do faraó. A vida nova, na terra prometida, só teria sentido se fosse uma ruptura com o passado de violência e morte, fruto do egoísmo. Tendo-se colocado na fila dos pecadores que estavam à espera do batismo de João, e sendo ele próprio batizado, Jesus quis ensinar que, como Filho amado do Pai, veio resgatar o ser humano do pecado, para transformá-lo em povo de irmãos. Para isso, passou pelo banho purificador do batismo. Jesus mesmo deu o exemplo, abrindo o caminho pelo qual todas as pessoas de boa-vontade haveriam de passar. Embora não tivesse pecado, ele não só indicou o caminho, mas também liderou a marcha da humanidade a ser resgatada do pecado. O êxodo do novo povo de Deus, a partir do batismo de Jesus, continua hoje na vida de quem aceita passar pelas águas, com Jesus. (Padre Jaldemir Vitório/Jesuíta)

SANTO DO DIA:

Reis Magos - 06 de janeiro

Fonte: CNBB - Missal Cotidiano (Paulus)
Foto retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.

DEIXE SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Fique com Deus e sob a proteção da Sagrada Família
Ricardo Feitosa e Marta Lúcia
Crendo e ensinando o que crê e ensina a Santa Igreja Católica

Se desejar receber nossas atualizações de uma forma rápida e segura, por favor, faça sua assinatura, é grátis. Acesse nossa pagina: https://ocristaocatolico.blogspot.com.br/ e cadastre seu e-mail para recebimento automático, obrigado.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...