Pular para o conteúdo principal

Evangelho de Marcos - 13º capitulo - Estudo Bíblico

13,1-23 – Isto será o princípio das dores

1. Saindo Jesus do templo, disse-lhe um dos seus discípulos: Mestre, olha que pedras e que construções! 2. Jesus replicou-lhe: Vês este grande edifício? Não se deixará pedra sobre pedra que não seja demolida. 3. E estando sentado no monte das Oliveiras, defronte do templo, perguntaram-lhe à parte Pedro, Tiago, João e André: 4. Dize-nos, quando hão de suceder essas coisas? E por que sinal se saberá que tudo isso se vai realizar? 5. Jesus pôs-se então a dizer-lhes: Cuidai que ninguém vos engane. 6. Muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu. E seduzirão a muitos. 7. Quando ouvirdes falar de guerras e de rumores de guerra, não temais; porque é necessário que estas coisas aconteçam, mas não será ainda o fim. 8. Levantar-se-ão nação contra nação e reino contra reino; e haverá terremotos em diversos lugares, e fome. Isto será o princípio das dores. 9. Cuidai de vós mesmos; sereis arrastados diante dos tribunais e açoitados nas sinagogas, e comparecereis diante dos governadores e reis por minha causa, para dar testemunho de mim diante deles. 10. Mas primeiro é necessário que o Evangelho seja pregado a todas as nações. 

11. Quando vos levarem para vos entregar, não premediteis no que haveis de dizer, mas dizei o que vos for inspirado naquela hora; porque não sois vós que falais, mas sim o Espírito Santo. 12. O irmão entregará à morte o irmão, e o pai, o filho; e os filhos insurgir-se-ão contra os pais e dar-lhes-ão a morte. 13. E sereis odiados de todos por causa de meu nome. Mas o que perseverar até o fim será salvo. 14. Quando virdes a abominação da desolação no lugar onde não deve estar o leitor entenda, então os que estiverem na Judéia fujam para os montes; 15. o que estiver sobre o terraço não desça nem entre em casa para dela levar alguma coisa; 16. e o que se achar no campo não volte a buscar o seu manto. 17. Ai das mulheres que naqueles dias estiverem grávidas e amamentando! 18. Rogai para que isto não aconteça no inverno! 19. Porque naqueles dias haverá tribulações tais, como não as houve desde o princípio do mundo que Deus criou até agora, nem haverá jamais. 20. Se o Senhor não abreviasse aqueles dias, ninguém se salvaria; mas ele os abreviou em atenção aos eleitos que escolheu. 21. E se então alguém vos disser: Eis, aqui está o Cristo; ou: Ei-lo acolá, não creiais. 22. Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas, que farão sinais e portentos para seduzir, se possível for, até os escolhidos. 23. Ficai de sobreaviso. Eis que vos preveni de tudo.

Podemos perceber como os discípulos ainda continuam ligados as coisas deste mundo, mesmo sendo convidados a participarem da construção do Reino de Deus, ainda assim ficam perplexos com as coisas materiais que com o tempo passarão. Jesus fala da destruição do Templo não de uma forma literal, mas de que todas as coisas deste mundo são passageiras, somente as de Deus são eternas. Por mais solidas e deslumbrantes que pareçam devemos lembrar que são findáveis.

Não entendendo o que lhes foi comunicado e movidos por um sentimento humano os discípulos indagam sobre o fim dos tempos, Jesus por sua vez aproveita para alertá-los dos cuidados que deverão tomar (e isso serve também para nós), cuidado com os falsos profetas, muitos apareceram dizendo falar em meu nome, as desgraças, as catástrofes, a desunião, a inveja e a traição, tudo isso é sinal, mas não do fim e sim de um recomeço. “Isto será o princípio das dores“ (v.8). Marcos fala apenas de dores, Mateus vai um pouco mais além e diz: “dores de parto”, caracterizando assim que não são dores de morte, mas sim de vida. A nossa preocupação não deverá ser com o fim dos tempos, e sim com o anuncio do Evangelho. Não devemos nos afligir com o que falar ou como agir, devemos sim nos entregar a ação do Espírito Santo e sermos instrumentos nas mãos de Deus.

Se o Senhor não abreviasse aqueles dias, ninguém se salvaria; mas ele os abreviou em atenção aos eleitos que escolheu” (v.20). Aqui está explicita e de forma extasiada a Misericórdia e o amor de Deus para com sua criação. Marcos relata que chegará o dia em que não adianta mais correr ou tentar mudar o curso dos acontecimentos, o que está feito, está feito. Só que (segundo alguns comentadores), a salvação chegará a todas as pessoas devido o amor que o Pai tem por seus eleitos, que são todos os cristãos espalhados pelo mundo. E faz sentido, pois já houve um episodio parecido. (Leia sobre a destruição de Sodoma Gn.18,26-32)

13,24-37 – Só ao Criador cabe decidir o dia e à hora

24. Naqueles dias, depois dessa tribulação, o sol se escurecerá, a lua não dará o seu resplendor; 25. cairão os astros do céu e as forças que estão no céu serão abaladas. 26. Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória. 27. Ele enviará os anjos, e reunirá os seus escolhidos dos quatro ventos, desde a extremidade da terra até a extremidade do céu. 28. Compreendei por uma comparação tirada da figueira. Quando os seus ramos vão ficando tenros e brotam as folhas, sabeis que está perto o verão. 29. Assim também quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o Filho do homem está próximo, às portas. 30. Em verdade vos digo: não passará esta geração sem que tudo isto aconteça. 31. Passarão o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão. 32. A respeito, porém, daquele dia ou daquela hora, ninguém o sabe, nem os anjos do céu nem mesmo o Filho, mas somente o Pai. 33. Ficai de sobreaviso, vigiai; porque não sabeis quando será o tempo. 34. Será como um homem que, partindo em viagem, deixa a sua casa e delega sua autoridade aos seus servos, indicando o trabalho de cada um, e manda ao porteiro que vigie. 35. Vigiai, pois, visto que não sabeis quando o senhor da casa voltará, se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã, 36. para que, vindo de repente, não vos encontre dormindo. 37. O que vos digo, digo a todos: vigiai!

Assim como Deus enviou seu Filho amado para a salvação de todos, agora ele retorna em toda sua glória para reunir o povo eleito. Com relação ao “fim dos tempos” está próximo, não devemos entender isso como um dado histórico exato, pois Jesus discorria dentro do universo profético e apocalíptico.

Jesus é categórico com relação às prerrogativas de Deus, só ao Criador cabe decidir o dia e à hora, não devemos nos guiar por especulações, nem tampouco pautar a nossa vida em suposições, decerto temos que nos voltar para uma constante oração, em estado de pronta vigília, para não cedermos às investidas do inimigo, aos apelos do mundo. Não adianta querer se preparar na véspera, até porque não sabemos quando será essa véspera, temos que viver como verdadeiros cristãos, como se o dia fosse hoje e à hora fosse agora. “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava junto de Deus e o Verbo era Deus” (Jo 1,1). Uma coisa é certa, a Palavra de Deus que tudo criou perdurará por toda a eternidade.

Texto: Ricardo e Marta
Revisão: Padre Rivaldo
Foto retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.
Bibliografia: - Atlas Bíblico (Wolfgang Zwicket - Ed. Paulinas) - Bíblia Tradução Ecumênica (Ed. Loyola) - Bíblia Sagrada Pastoral (Ed. Paulus) - Bíblia Ave-Maria (Ed. Ave-Maria) - Dicionário Bíblico (Ed. Paulus) - Dicionário de Símbolos (Ed. Paulus) - Coleção como ler (Ed. Paulus)

Capítulos Anteriores: I - II - III - IV - V - VI - VII - VIII - IX - X - XI - XII - XIII -

Foto retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.

DEIXE SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Fique com Deus e sob a proteção da Sagrada Família
Ricardo Feitosa e Marta Lúcia
Crendo e ensinando o que crê e ensina a Santa Igreja Católica

Se desejar receber nossas atualizações de uma forma rápida e segura, por favor, faça sua assinatura, é grátis. Acesse nossa pagina: http://ocristaocatolico.blogspot.com.br/ e cadastre seu e-mail para recebimento automático, obrigado.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...