Pular para o conteúdo principal

Eis que vos envio como cordeiros entre lobos! – Lc 10,12-9

Lucas 10,1-9 Depois disso, designou o Senhor ainda setenta e dois outros discípulos e mandou-os, dois a dois, adiante de si, por todas as cidades e lugares para onde ele tinha de ir. Disse-lhes: Grande é a messe, mas poucos são os operários. Rogai ao Senhor da messe que mande operários para a sua messe. Ide; eis que vos envio como cordeiros entre lobos. Não leveis bolsa nem mochila, nem calçado e a ninguém saudeis pelo caminho. Em toda casa em que entrardes, dizei primeiro: Paz a esta casa! Se ali houver algum homem pacífico, repousará sobre ele a vossa paz; mas, se não houver, ela tornará para vós. Permanecei na mesma casa, comei e bebei do que eles tiverem, pois o operário é digno do seu salário. Não andeis de casa em casa. Em qualquer cidade em que entrardes e vos receberem, comei o que se vos servir. Curai os enfermos que nela houver e dizei-lhes: O Reino de Deus está próximo. 

O Evangelista nos coloca diante do desafio da missão evangelizadora, a falta de operários para a messe. Aparece no cenário, Jesus aquele que escolhe mais setenta e dois discípulos e os envia em missão.

A ação missionária requer discípulos predispostos a sair de si e ir aonde ninguém quer ir, mesmo correndo o risco de não ser acolhido, o discípulo sente-se cheio de convicção de que Jesus estar com ele por isso, segue em frente sem se curvar diante das hostilidades que encontrar pelo caminho.

Jesus orienta que o discípulo missionário não leve consigo nada, a não ser a paz para ser comunicada à todos e abertura para permanecer na casa que lhes abrir as portas.

O discípulo missionário leva consigo a certeza de que o reino de Deus estar próximo e comunica aos outros a mesma certeza. Meditando este evangelho, procurei ver nas entrelinhas algumas chaves de leituras que podem inspirar novos missionários a lançar na missão com entusiasmo, não esperando resultados de imediato, mas, confiantes na graça de Deus.

O Papa Francisco, na sua exortação a Evangelii Gaudium pede dos discípulos ousadia a fim de se lançar na missão evangelizadora em meio aos grandes desafios atuais. Como outrora, os missionários são enviados entre lobos, são desafiados a acolher o encargo missionário não como um status para um autêntico serviço ao povo de Deus de modo especial aqueles que foram deixados para traz.

Antes de mais, nada, o missionário deve ter a consciência de que o envio missionário é uma ordem dada pelo Mestre que os envia ao mundo para comunicar a novidade do reino, com alegria, com ousadia a fim de que aconteça um novo pentecostes, ele fala de evangelizadores com espírito, fala de transformação, propondo uma Igreja em saída permanente.

É Jesus que nos provoca a sair, ir comunicar a boa nova do reino até mesmo entre os lobos, ou seja, nas realidades conflituosas lá onde o reino é negado.

Texto: Frei Geraldo Bezerra de Sousa, OC
Foto retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.

DEIXE SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Fique com Deus e sob a proteção da Sagrada Família
Ricardo Feitosa e Marta Lúcia
Crendo e ensinando o que crê e ensina a Santa Igreja Católica

Se desejar receber nossas atualizações de uma forma rápida e segura, por favor, faça sua assinatura, é grátis. Acesse nossa pagina: http://ocristaocatolico.blogspot.com.br/ e cadastre seu e-mail para recebimento automático, obrigado.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...