Pontos de Missão do Intercessor

“... ‘Segue-me’. Deixando ele tudo, levantou-se e o seguiu”. (Lc 5,27-28)

Ao dizer “segue-me”, o Senhor amplia o espaço de nossa tenda (cf. Is 54,2), vai a nossa frente (cf. Is 45,2), dá-nos poder e livra-nos de nossos inimigos, pois está conosco (cf. Jr 1,10.19). Ele nos antecipa o que vai acontecer (cf. Gn 18,17 e Is 46,10), nos faz sentinelas (cf. Ez 3,17a) e vigias (cf. Is 62,6) do seu povo. Nossa resposta a este chamado, deve gerar em nós a vontade de fazer sua vontade e nos colocar ao seu serviço. 

Diante de seu povo que sofre, se perde e se distancia d´Ele, Deus nos chama e conduz ao Ministério de Intercessão. Qual é nossa resposta diante deste chamado? Se respondemos sim, este deve ser como o de Maria um sim total, completo, que requer entrega e docilidade, pois toda missão exige sacrifício e renúncia que deve nos levar a abrirmos mão de nossos apegos e prazeres para nos colocarmos no lugar que o Senhor nos indicar. Se nosso sim não é completo, não conseguimos fazer a vontade de Deus plenamente.

Quando falamos de missão no Ministério de Intercessão associamos imediatamente ao grupo de intercessão, mas este não é o único lugar onde um intercessor pode servir. Dessa forma, conhecer os pontos de missão na intercessão, faz com que o intercessor perceba que é chamado a assumir seus postos, e para que isso aconteça é necessário disposição e prontidão do intercessor para não impor limites a ação de Deus.

O Senhor procura por intercessores que se coloquem em ordem de batalha em favor do seu povo, portanto, o intercessor não deve limitar a sua missão apenas as reuniões da intercessão semanais pelo Grupo de Oração, é preciso compreender que somos recrutados para dar passos em direção aos postos de batalha aos quais o Senhor nos convoca. E isso deve ser para todo intercessor motivo de alegria, porque estamos sendo designados, ungidos para uma missão específica e escolhidos como instrumentos de Deus para que sustentem a oração na frente de combate em prol de todos e de tudo que acontece na Renovação Carismática Católica, para que não fiquem desguarnecidos contra as armas do inimigo que quer impedir a obra do Senhor.

Vejamos os possíveis pontos de missão. Geralmente, o primeiro lugar a recebermos o chamado para interceder é no Grupo de Oração, fazendo parte da equipe de intercessão. Lá, nós nos colocamos em oração pelo coordenador e seu núcleo, pelos servos, pela reunião de oração, pelos pedidos das pessoas, pela RCC e suas lideranças e tudo mais que o Senhor indicar. A medida que vamos crescendo e sendo formados no Ministério de Intercessão, a nossa visão se amplia, pois percebemos que nossa missão vai para além do Grupo de Oração ao qual fazemos parte.

Somos chamados a interceder nas ocasiões que buscam promover o encontro do povo com Jesus, através dos eventos de evangelização de nossas dioceses e estados e em todas as iniciativas da RCC como: Experiência de Oração, Aprofundamento de Dons, Rebanhão, retiros, Congressos, Assembleias, encontros de formação. É importante que participemos e, quando necessário, nos colocar à disposição para servir nesses eventos para que nada e ninguém possa interferir na ação que Deus quer realizar através desses encontros. Se cada intercessor se disponibilizar, não ficará pesado para ninguém. O que mais se ouve são coordenadores reclamando que os intercessores não se comprometem e, por isso, não se disponibilizam, e intercessores dizendo que estão sobrecarregados. Isso ocorre por que alguns de nós não têm assumido sua missão por completo. Ajuda-nos Espírito Santo a nos comprometer com toda a sua obra!

Deus pode nos chamar ainda à coordenação do Ministério de Intercessão (diocesana, estadual ou nacional), para conduzir seu rebanho de intercessor pastoreando e formando Suas ovelhas. Ele amplia a visão e dá unção e autoridade para exercer essa missão. Faz-se necessário ter concluído a formação, pois é preciso conhecer bem o Movimento e o Ministério, para que possamos contribuir na obra que o Senhor quer fazer no Ministério e através dele.

É possível ainda servir junto ao coordenador do Ministério de Intercessão seja fazendo parte do núcleo em uma das instâncias ou na equipe de formador. O núcleo da intercessão, também é conhecido com o nome de GIAD (Grupo de Intercessão Amigos de Deus) é a equipe que tem a função de interceder pela instância de governo ao qual faz parte (diocesana, estadual ou nacional), pelo coordenador, seu conselho, seus projetos, sua equipe ministerial. Tem a função de guardar o pastor para que não seja ferido ou as ovelhas se dispersem. O núcleo do Ministério de Intercessão procura auxiliar naquilo que o coordenador precisar, como representá-lo nos lugares onde não puder estar, ajudar no discernimento das ações próprias do Ministério e nas orações por situações e pedidos que precisam mais do que intercessão.

E ainda, o coordenador dispõe de um grupo de pessoas que serão responsáveis por promover a formação dos intercessores. Este grupo também deve ter passado por todo o processo formativo, ter sanado suas dúvidas e se preparado para servir nos encontros e nas Escolas Permanentes de Formação do Ministério de Intercessão. Aplicam exclusivamente o material oficial do Ministério, expõe e ajudam a vivenciar as diretivas do Ministério de Intercessão, multiplicam os temas de encontros de formação, trabalham o tema do ano para o Movimento e as moções próprias do estado, promovem a comunhão fraterna, assim como, oferecem momentos de cura, perdão, libertação (com auxílio do Ministério de Oração por Cura e Libertação) conforme a necessidade de cada grupo que está sendo formado. Vemos com isso que a formação está para além do conhecimento em si, mas abrange o ser como um todo para que se possa formar servos segundo o coração de Deus.

Os servos são escolhidos para as funções descritas acima conforme a abertura, disponibilidade e preparação de cada um. Abertura a ação do Espírito Santo, pois só quem recebeu o Batismo no Espírito Santo pode responder com responsabilidade e experimentar os frutos do seu sim em servir na intercessão. Não galgamos degraus no serviço, mas servimos mais e a mais pessoas, simplesmente dizemos: “Eis-me aqui!”, buscamos crescer na graça e no conhecimento e seguimos para onde Deus quiser nos levar.

Portanto, quanto mais os intercessores se abrirem ao chamado de Deus em assumir os pontos de missão no Ministério de Intercessão, cada vez mais nos tornaremos verdadeiros pescadores de homens e assim, muitas almas serão salvas e grandes vitórias serão alcançadas para honra e glória de Jesus.

Deus os abençoe!

Núcleo Nacional do Ministério de Intercessão

Fonte: RCC Brasil

DEIXE SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Fique com Deus e sob a proteção da Sagrada Família
Ricardo Feitosa e Marta Lúcia
Crendo e ensinando o que crê e ensina a Santa Igreja Católica


Se desejar receber nossas atualizações de uma forma rápida e segura, por favor, faça sua assinatura, é grátis. Acesse nossa pagina: https://ocristaocatolico.blogspot.com.br/ e cadastre seu e-mail para recebimento automático, obrigado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ajude-nos a melhorar nossa evangelização, deixe seu comentário. Lembre-se no seu comentário de usar as palavras orientadas pelo amor cristão.

Revista: "O CRISTÃO CATÓLICO"
Crendo e ensinando o que crê e ensina a Santa Igreja Católica

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...