Pular para o conteúdo principal

Vigília Pascal: Bênção do Fogo e Círio Pascal

Solene início da liturgia ou celebração da luz

O fogo novo e a luz do círio são símbolos de Jesus ressuscitado que vence as trevas do mal.

A Assembleia se reúne fora da igreja, junto ao fogo aceso. Onde não for possível acender o fogo, adapta-se o rito às circunstâncias. O celebrante saúda, como de costume, o povo reunido e o exorta a celebrar dignamente esta Vigília com uma participação ativa, plena e consciente.

BÊNÇÃO DO FOGO NOVO

Ó Deus, que pelo Vosso Filho trouxestes àqueles que creem, o clarão da Vossa luz, santificai este novo Fogo. Concedei que a festa da Páscoa acenda em nós tal desejo do Céu, que possamos chegar purificados à festa da luz eterna. Por Cristo, nosso Senhor. Amém! 

PREPARAÇÃO DO CÍRIO PASCAL

O celebrante faz uma cruz na cera para configurar o círio pascal a Jesus Cristo; depois grava o A e o Z, primeira e última letras do alfabeto, para indicar que Cristo é o princípio e o fim de todas as coisas; enfim grava os números do ano em curso para significar que Jesus vive hoje para nós. Ao realizar esses ritos, o celebrante diz:

1.    Cristo ontem e hoje (faz a incisão da haste vertical);
2.    Princípio e fim (faz a incisão da haste horizontal);
3.    Alfa (faz a incisão da letra Alfa no alto da haste vertical);
4.    e Ômega (faz a incisão da letra Ômega embaixo da haste vertical);
5.    A ele o tempo (faz a incisão do primeiro algarismo do ano em curso sobre o ângulo esquerdo superior da cruz);
6.    e a eternidade (faz a incisão do segundo algarismo do ano em curso sobre o ângulo direito superior);
7.    a glória e o poder (faz a incisão do terceiro algarismo do ano em curso no ângulo esquerdo inferior);
8.    pelos séculos sem fim. Amém (faz a incisão do quarto algarismo do ano em curso no ângulo inferior).

Feita a incisão da cruz e dos outros sinais, o sacerdote pode aplicar no círio cinco grãos de incenso, formando uma cruz e dizendo:

1.    Por suas chagas,
2.    suas chagas gloriosas
3.    o Cristo Senhor
4.    nos proteja
5.    e nos guarde. Amém.

O sacerdote acende o círio pascal com fogo novo.

PROCISSÃO

O diácono (ou, na falta dele, o sacerdote) entra na Igreja com o círio aceso, símbolo de Jesus Cristo, enquanto se canta três vezes (no início da procissão, à porta da Igreja e diante do altar):

- Eis a luz de Cristo!

- Demos graças a Deus!

Em cada parada, acendem-se no círio, sucessivamente, a vela do celebrante, e dos ministros e depois as dos fiéis (que devem levar a vela). De tal modo, a Igreja é progressivamente iluminada; as trevas são vencidas pela luz. Acendem-se então todas as luzes da igreja.

Fonte: Missal Dominical
Foto retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.

DEIXE SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Fique com Deus e sob a proteção da Sagrada Família
Ricardo Feitosa e Marta Lúcia
Crendo e ensinando o que crê e ensina a Santa Igreja Católica

Se desejar receber nossas atualizações de uma forma rápida e segura, por favor, faça sua assinatura, é grátis. Acesse nossa pagina: https://ocristaocatolico.blogspot.com.br/ e cadastre seu e-mail para recebimento automático, obrigado.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...