Pular para o conteúdo principal

Semana Santa, um caminho espiritual com Jesus rumo à Jerusalém - Frei Geraldo

Após vivenciarmos 40 dias de preparação para caminhar com Jesus à Jerusalém, agora adentramos com Ele de forma solene em Jerusalém. O Domingo de Ramos é marcado pela euforia do povo, com aclamações de alegria pelo Rei que vem chegando, com palmas e gritos o povo acolhe o Messias, que vem montado num jumentinho filho de jumenta.

Seu transporte contraria a grandeza dos impérios da sua época, Ele não vem de carruagem, mas, montado num jumentinho, símbolo de um novo reino que estar sendo implantado.


Os adversários de Jesus ficaram furiosos, a cidade está em festa, e o povo que esperava o Messias foi ao seu encontro. A espiritualidade deste domingo nos coloca na contra mão com Jesus, não dá para sermos parceiros de uma religião que perdeu a capacidade de revelar o Amor Misericordioso de Deus, Ele vem para se confrontar com os modelos que não manifestam a natureza divina nas suas ações humanas.

O Tríduo Pascal, sugere, estar com Jesus, caminhar com ele, testemunhar sua fidelidade ao projeto do Pai.

Na quinta feira santa, o serviço é uma das maiores expressões da vivência eucarística, Jesus se despoja das suas vestes, para servir, lavar os pés dos Apóstolos. Enfrentou resistência dos seus seguidores na hora de lavar os pés, mas, exigiu fidelidade na comunhão com aquele que veio para servir e não para ser servido. Assim se fez a vontade de Deus.

A Ceia do Senhor nos coloca diante da Paixão e Morte, para depois celebrarmos a vitória da Cruz, o Amor que vence o ódio, a vida que vence a morte.

Na sexta feira santa, temos o grande mistério da Paixão, o símbolo da Cruz, na qual o próprio Deus permite que seu filho seja pregado naquele madeiro.

A Igreja reza por todas as necessidades da Igreja, pelos que creem em Deus e pelos que não creem, pelos poderes constituídos, pelos que sofrem, pelos que são perseguidos por causa da justiça.

A Igreja permanece na espera confiante para celebrar a Ressurreição, o sepulcro vazio... Os poderes que geram a morte fracassaram, Deus ressuscitou Jesus dentre os mortos dando-lhe á glória.

Ao chegar o sábado, permanecemos com Maria em oração, ela permanece de pé, animando a comunidade dos crentes a acreditar que Deus é fiel e sua fidelidade perdura para sempre.

Celebrar a ressurreição neste contexto de tantas contradições no cenário mundial: corrupções nas várias instituições, violência e tantos outros desmandos, é um sinal de que Deus permanece nos convocando a conversão para sermos no mundo presença de um reino de paz e justiça.

O domingo de Páscoa é marcado pela grande alegria do sepulcro vazio, da vida que venceu a morte, do amor que venceu o ódio.

Celebremos então com entusiasmo, a Páscoa do Senhor em nossas comunidades e roguemos para que a paz reine em nossas praças, ruas, lares, povoados...

Frei Geraldo Bezerra de Sousa, OC
Foto retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.

DEIXE SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Fique com Deus e sob a proteção da Sagrada Família
Ricardo Feitosa e Marta Lúcia
Crendo e ensinando o que crê e ensina a Santa Igreja Católica

Se desejar receber nossas atualizações de uma forma rápida e segura, por favor, faça sua assinatura, é grátis. Acesse nossa pagina: https://ocristaocatolico.blogspot.com.br/ e cadastre seu e-mail para recebimento automático, obrigado.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...