Pular para o conteúdo principal

Liturgia Diária Comentada 25/01/2017 quarta-feira CONVERSÃO DE PAULO

3ª Semana do Tempo Comum - 3ª Semana do Saltério
Festa: CONVERSÃO DE SÃO PAULO
Prefácio dos Apóstolos I ou II - Ofício da Festa - Glória
Cor: Branco - Ano “A” Mateus

Antífona: 2Tm 1,12;4,8 Sei em quem acreditei; e estou certo de que o justo juiz conservará a minha fé até o dia de sua vinda.

Oração do Dia: Ó Deus, que instruístes o mundo inteiro pela pregação do apóstolo São Paulo, dai-nos, ao celebrar hoje a sua conversão, caminhar par vós seguindo seus exemplos e ser, no mundo, testemunhas do evangelho. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!


Primeira Leitura: Atos dos Apóstolos 22,3-16

Naqueles dias, Paulo disse ao povo: "Eu sou judeu, nascido em Tarso da Cilícia, mas fui criado aqui nesta cidade. Como discípulo de Gamaliel, fui instruído em todo o rigor da Lei de nossos antepassados, tornando-me zeloso da causa de Deus, como acontece hoje convosco.  Persegui até à morte os que seguiam este Caminho, prendendo homens e mulheres e jogando-os na prisão. Disso são minhas testemunhas o Sumo Sacerdote e todo o conselho dos anciãos. Eles deram-me cartas de recomendação para os irmãos de Damasco. Fui para lá, a fim de prender todos os que encontrasse e trazê-los para Jerusalém, a fim de serem castigados.

Ora, aconteceu que, na viagem, estando já perto de Damasco, pelo meio dia, de repente uma grande luz que vinha do céu brilhou ao redor de mim. Caí por terra e ouvi uma voz que me dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? Eu perguntei: Quem és tu, Senhor? Ele me respondeu: Eu sou Jesus, o Nazareno, a quem tu estás perseguindo. Meus companheiros viram a luz, mas não ouviram a voz que me falava.

Então perguntei: Que devo fazer, Senhor? O Senhor me respondeu: Levanta-te e vai para Damasco. Ali te explicarão tudo o que deves fazer. Como eu não podia enxergar, por causa do brilho daquela luz, cheguei a Damasco guiado pela mão dos meus companheiros. Um certo Ananias, homem piedoso e fiel à Lei, com boa reputação junto de todos os judeus que aí moravam, veio encontrar-me e disse: Saulo, meu irmão, recupera a vista! No mesmo instante, recuperei a vista e pude vê-lo.

Ele, então, me disse: O Deus de nossos antepassados escolheu-te para conheceres a sua vontade, veres o Justo e ouvires a sua própria voz. Porque tu serás a sua testemunha diante de todos os homens, daquilo que viste e ouviste. E agora, o que estás esperando? Levanta-te, recebe o batismo e purifica-te dos teus pecados, invocando o nome dele!" - Palavra do Senhor.

Comentário: Judeu de nascimento e educação, judeu em seu zelo pelo “Deus de nossos pais” (Dt 26,7; Esd 7, 27) e em seu zelo anticristão assim é Saulo, ou Paulo. Ananias era também judeu, observante e respeitado pelos seus conterrâneos. Nos vv. 14-15 a escolha de Paulo é como a de um profeta antigo e muito mais. Pode conhecer o desígnio concreto de Deus, ver e escutar diretamente o Justo (ou Inocente) por excelência e ser testemunha ocular de tudo. Ou seja, a instrução de Ananias é só complementar. Paulo se encontra ao nível dos apóstolos. Chamá-lo Justo/Inocente, se por um lado evita pronunciar o nome de Jesus, por outro encerra acusação de terem condenado o inocente: assim é como os ouvintes o podem escutar. Ananias (ou Paulo) menciona o novo rito de perdão (v.16), que substitui a lei com todos os seus mecanismos: o batismo com a invocação do nome (de Jesus). Paulo supõe que os ouvintes captam todas as alusões. Mas não menciona o dom do Espírito. (Bíblia do Peregrino, Ed. Paulus)

Salmo: 116(117),1-2 (R. Mc 16,15)
Ide, por todo o mundo, a todos pregai o Evangelho

Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes, povos todos, festejai-o!
Pois comprovado é o seu amor para conosco, para sempre ele é fiel!

Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos 16,15-18

Naquele tempo, Jesus se manifestou aos onze discípulos, e disse-lhes: "Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura! Quem crer e for batizado será salvo. Quem não crer será condenado. Os sinais que acompanharão aqueles que crerem serão estes: expulsarão demônios em meu nome, falarão novas línguas; se pegarem em serpentes ou beberem algum veneno mortal não lhes fará mal algum; quando impuserem as mãos sobre os doentes, eles ficarão curados". - Palavra da Salvação.

Comentários:

É comum ouvirmos pessoas rezarem pela conversão dos pecadores, mas é muito difícil vermos alguém rezar pela própria conversão. Isso acontece porque a maioria das pessoas acha que não precisa de conversão porque não comete aqueles pecados que possuem matéria mais grave e vive com certa constância uma religiosidade. Porém o Evangelho de hoje nos mostra que ser verdadeiramente cristão significa participar ativamente na obra evangelizadora da Igreja a partir do envio que foi feito pelo próprio Jesus. Portanto, só é verdadeiramente convertido quem participa da missão evangelizadora da Igreja. (CNBB)

A ascensão de Jesus foi um marco importante na vida da primitiva comunidade cristã. Após longo processo de formação, os discípulos tinham diante de si a missão de evangelizar o mundo inteiro, não contando mais com a presença física do Mestre. Desde que convocou os primeiros discípulos para segui-lo até o momento de sua subida para junto do Pai, Jesus não descurou a tarefa de preparar o pequeno grupo de seguidores para o serviço da evangelização. As longas caminhadas permitiram-lhe ir explicitando para eles a mensagem evangélica. Os discursos dirigidos às multidões e os debates com seus adversários foram, também, ocasiões propícias para tornar conhecido seu pensamento. Não bastava, porém, a formação intelectual. Era preciso uma preparação em nível existencial. Isso se deu mediante o exemplo de vida do Mestre. Seu modo de tratar as pessoas, especialmente os pecadores e marginalizados, seu relacionamento íntimo com o Pai, sua liberdade diante da Lei, sua ação enérgica contra toda sorte de injustiça e exploração da boa-fé do povo serviam de alerta para os discípulos, em vista da atitude que deveriam tomar, no exercício da missão. Com a volta de Jesus para junto do Pai e a conclusão de sua missão terrena, chegou a hora de os discípulos assumirem sua tarefa. Doravante, Jesus passaria a agir por meio deles. (Padre Jaldemir Vitório/Jesuíta)

Fonte: CNBB - Missal Cotidiano (Paulus)
Foto retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.

DEIXE SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Fique com Deus e sob a proteção da Sagrada Família
Ricardo Feitosa e Marta Lúcia
Crendo e ensinando o que crê e ensina a Santa Igreja Católica


Se desejar receber nossas atualizações de uma forma rápida e segura, por favor, faça sua assinatura, é grátis. Acesse nossa pagina: https://ocristaocatolico.blogspot.com.br/ e cadastre seu e-mail para recebimento automático, obrigado.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...