Pular para o conteúdo principal

Canonização - Igreja Católica

O processo para a Canonização de um santo é longo e minucioso, vejamos a seguir os quatro passos para uma pessoa ser proclamada santo.

1º Servo de Deus:

No principio apenas o Papa poderia iniciar uma causa de canonização, atualmente são os Bispos que cumprem essa tarefa. Para tanto é escolhido um “postulador”, que será a pessoa indicada pelo Bispo como responsável pela causa do santo e que terá a missão de investigar com profundidade a vida do (a) postulante. A partir do momento em que é oficialmente aberto o processo de canonização o postulante ou a postulante passa a ser considerado(a), Servo(a) de Deus. 

2º Venerável:

Pessoa respeitável que merece culto, mas que ainda não foi canonizado. Para ser considerado venerável é preciso que fique comprovado que o postulante teve uma vida exemplar seguindo todas as virtudes cristãs – na conclusão do processo faz-se o Decreto da Heroicidade das Virtudes - ou que deu seu testemunho de fidelidade a Cristo através do martírio – neste caso a pessoa recebe o Decreto Sobre o Martírio. É necessário comprovar que a vida do postulante foi pautada pelas “Virtudes Cardeais” – Justiça, Fortaleza, Prudência e Temperança – e pelas “Virtudes Teologais” – Fé, Esperança e a Caridade.

A partir do momento em que uma pessoa é considerada venerável a Congregação para a Causa dos Santos não mais irá averiguar sobre a vida, os escritos e ensinamentos do postulante. Se houver a confirmação de um milagre o postulante recebe o titulo de “Beato”.

3º Beato:

Do latim “Beatus”, que dizer “abençoado” – “bem-aventurado”. A beatificação de pessoas consideradas santas teve inicio no século XV, quando o Papa permitia que se prestasse culto a um “Servo de Deus”, em uma determinada região antes de ser declarado santo, mas isto só acontecia quando o postulante estava próximo de ser canonizado. No século XVII a beatificação passou a fazer parte do processo de Canonização.

Para ser considerado “Beato”, e necessário a constatação de um milagre por intercessão do venerável.  O processo de investigação é minucioso e ao final se constatado o milagre é dado o “Decreto sobre o Milagre” e ai sim, o venerável será beatificado. Quando ocorre da causa ser por martírio não há a necessidade de um milagre para a beatificação.

Uma vez considerado beato a Igreja reconhece que o postulante encontra-se em condições de interceder por que lhe recorre, só que de uma maneira restrita, direcionada a sua região.

Quando o Papa declara alguém Beato isso é considerado um ensinamento oficial da Igreja a respeito dessa pessoa. O que isso quer dizer? Que ela viveu as virtudes cristãs de forma heróica, ou então, se é o caso de um mártir, que ela recebeu um martírio verdadeiro - chama-se “Declaração de Magistério Ordinário”(Santos do Brasil.org). Somente depois de confirmado um segundo milagre é que o postulante será considerado “Santo”.

4º Santo:

A Canonização é a confirmação final para que um Beato seja considerado Santo, e só o Papa tem a autoridade de conceder o gral de santidade a alguém. Lembramos que para a canonização é necessário que o segundo milagre ocorra após a beatificação.

Quando alguém é declarado santo isso é feito de forma solene, com uma declaração infalível, que só o Papa ou os bispos todos do mundo inteiro unidos em Concílio podem fazer. Essa declaração é chamada “Declaração de Magistério Infalível”, ou seja, é um dogma, é uma verdade irrevogável e definitiva. (Santos do Brasil.org)

Texto: Ricardo Feitosa
Fonte: Dicionário Priberam - Wikipédia - Santos do Brasil
Foto retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.

DEIXE SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Fique com Deus e sob a proteção da Sagrada Família
Ricardo Feitosa e Marta Lúcia
Crendo e ensinando o que crê e ensina a Santa Igreja Católica

Se desejar receber nossas atualizações de uma forma rápida e segura, por favor, faça sua assinatura, é grátis. Acesse nossa pagina: http://ocristaocatolico.blogspot.com.br/ e cadastre seu e-mail para recebimento automático, obrigado.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...