Pular para o conteúdo principal

Terço Mariano - Igreja Católica

A piedade medieval do Ocidente propagou a oração do rosário como substituto popular da Liturgia das Horas. (CIC-2678)

São Luís Maria Grignion de Montfort, em seu livro "O Segredo do Rosário" testemunha: "O Bem-aventurado Alano disse que um homem que ele conhecia, tinha tentado todos os tipos de devoções a fim de se ver liberto de um espírito maligno que o possuía, mas sem sucesso. Finalmente, ele pensou em usar o Rosário em volta de seu pescoço, o que veio a aliviá-lo consideravelmente. Ele descobriu que sempre que se despia do Rosário, o demônio o atormentava cruelmente, então ele resolveu usá-lo dia e noite. Isto fez com o espírito maligno se afastasse para sempre, porque ele não podia suportar tão terrível corrente. 


O Bem-Aventurado Alano também testemunhou que ele tinha liberto grande número de pessoas que estavam possessas simplesmente colocando o Rosário em volta de seus pescoços."

O poder de suas contas não se caracteriza como amuleto, muito menos é antibíblico: "Deus realizava milagres extraordinários pelas mãos de Paulo, a tal ponto que pegavam lenços e aventais usados por Paulo para colocá-los sobre os doentes, e estes eram libertados de suas doenças e os espíritos maus eram afastados" (At 19,11-12). No rosário, tanto as orações como o Terço que se utiliza são sacramentais. Todavia, o Terço só passa a ser sacramental depois de benzido por um sacerdote.

COMO REZAR O TERÇO / ROSÁRIO:

1.  Iniciar com a oração de invocação do Espírito Santo.

1.1.  “Vinde Espírito Santo enchei os corações de vossos fiéis e ascendei neles o fogo do Vosso amor; enviai Senhor o Vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra. Oremos: Ó Deus que instruístes os corações de Vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor Nosso. Amém”.

2.  Oferecimento do Terço:

2.1.  “Divino Jesus, nós Vos oferecemos este Terço que vamos rezar, meditando nos mistérios da nossa Redenção. Concedei-nos, por intercessão da Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, as virtudes que nos são necessárias para bem rezá-lo e a graça de ganharmos as indulgências desta santa devoção”.

3.  Segurando a cruz, se faz o "Sinal da Cruz" e reza-se o Credo.

3.1.  “Creio em Deus Pai Todo-Poderoso, criador do céu e da terra. E em Jesus Cristo, seu único Filho Nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado, desceu a mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos Céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e mortos. Creio no Espírito Santo. Na Santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém”.

4.  Reza-se um Pai-Nosso e três Ave-marias, seguido do Glória.

a.    Depois do Glória podem ser acrescentadas algumas jaculatórias.

5.  Nas contas grandes, começam-se os mistérios com o Pai-Nosso.

5.1.   “Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o Vosso nome. Venha a nós o Vosso Reino. Seja feita a Vossa vontade, assim na Terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje. Perdoai as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém”.

6.  Nas contas pequenas, rezam-se as Ave-Marias.

6.1.  “Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois Vós entre as mulheres, e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém”.

7.  Ao final de cada dezena reza-se o Glória.

7.1.  Podem-se, também, acrescentar jaculatórias entre o Glória e o Pai-Nosso.

7.1.1.       “Ó, Meu Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o céu e socorrei principalmente as que mais precisarem. Amém”.

7.1.2.       “Mãe de Deus, derramai sobre a humanidade inteira as graças eficazes da Vossa Chama de Amor, agora e na hora da nossa morte. Amém.”

7.2.  Costuma-se pedir a intercessão dos santos, Nossa Senhora ou pessoa da Santíssima Trindade a que o terço se dedica, por exemplo:

7.2.1.       Divino Espírito Santo, tende piedade de nós
7.2.2.       Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós
7.2.3.       Santo padroeiro, rogai por nós.

8.  Finalizando o Terço, reza-se a Salve Rainha.

8.1.  A oração “Infinitas graças vos damos”, é facultativa, pois são acrescentadas de acordo com costumes e devoções locais, mas não fazem parte integrante do Rosário.

8.2.  “Infinitas graças vos damos, Soberana Rainha, pelos benefícios que todos os dias recebemos de vossas mãos liberais. Dignai-vos agora e para sempre tomar-nos debaixo do vosso poderoso amparo e para mais vos obrigar vos saudamos com uma Salve Rainha”.

8.3.  “Salve Rainha, Mãe da Misericórdia, vida, doçura, esperança, nossa salve. A Vós bradamos, os degradados filhos de Eva; a Vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas. Eia, pois, advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro mostrai-nos a Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó Clemente, ó Piedosa, ó Doce, sempre Virgem Maria. Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém”.

CONTEMPLAÇÃO DO TERÇO:

Mistérios Gozosos - Segunda-feira e Sábado:

1º - A Anunciação do Anjo Gabriel à Nossa Senhora.

2º - A visita de Nossa Senhora à sua prima Santa Isabel.

3º - O Nascimento de Jesus na gruta de Belém.

4º - A Apresentação do Menino Jesus no Templo.

5º - O encontro de Jesus no Templo entre os doutores.

Mistérios Luminosos - Quinta-feira:

1º - Contemplação do Batismo de Jesus no Jordão;

2º - O milagre das Bodas de Cana;

3º - O anúncio do Reino de Deus entre os homens;

4º - A transfiguração de Jesus no monte Tabor;

5º - A instituição da Sagrada Eucaristia.

Mistérios Dolorosos – Terça-feira e Sexta-feira:

1º - A Agonia mortal de Jesus no Horto das Oliveiras.

2º - A Flagelação de Jesus atado à coluna.

3º - A Coroação de Espinhos de Jesus por seus algozes.

4º - A Subida dolorosa do Calvário.

5º - A Crucificação e Morte de Jesus.

Mistérios Gloriosos - Quarta-feira e Domingo:

1º - A Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo.

2º - A Ascensão gloriosa de Jesus Cristo ao Céu.

3º - A Descida do Espírito Santo sobre os Apóstolos.

4º - A Assunção gloriosa de Nossa Senhora ao Céu.

5º - A Coroação da Nossa Senhora no Céu como Rainha.

Foto retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.

DEIXE SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Fique com Deus e sob a proteção da Sagrada Família
Ricardo Feitosa e Marta Lúcia
Crendo e ensinando o que crê e ensina a Santa Igreja Católica

Se desejar receber nossas atualizações de uma forma rápida e segura, por favor, faça sua assinatura, é grátis. Acesse nossa pagina: http://ocristaocatolico.blogspot.com.br/ e cadastre seu e-mail para recebimento automático, obrigado.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...