Pular para o conteúdo principal

Rito Ordinário da Comunhão dos Enfermos - Igreja Católica

Encontramos nas livrarias católicas vários subsídios desenvolvidos por sacerdotes e leigos orientando os Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão, como proceder na visita aos enfermos. Entretanto vale salientar que existe um rito oficial da Igreja. “A Sagrada Comunhão e o Culto do Mistério Eucarístico fora da Missa”, traduzido e publicado pela CNBB.

No rito encontramos várias sugestões de orações e preces, assim sendo organizamos o subsídio sendo fiel ao oficial e para facilitar a ação dos ministros, optamos por colocar apenas uma oração ou prece.


A Sagrada Comunhão poderá ser ministrada aos enfermos a qualquer hora do dia, contudo devemos levar em conta as condições do assistido para um maior aproveitamento espiritual. Com relação à Semana Santa; na Quinta e na Sexta-feira pode-se administrar normalmente a comunhão aos enfermos, já no Sábado Santo a mesma só pode ser administrada como Viático.

Quanto à preparação da mesa para a Celebração, a mesma deverá está coberta com uma toalha; vela, crucifixo e um copo com água também deverão estar à disposição. O ministro usará a veste litúrgica aprovada pelo Ordinário. A Eucaristia deverá ser conduzida na teca, e o modo de transportá-la de acordo com as normas do lugar.

A Comunhão pode ser ministrada levando-se o pão consagrado a boca do enfermo, ou se o mesmo estiver em condições e assim preferir, depositando em suas mãos. Os fragmentos restantes devem ser colocados em um copo com água. Caso o assistido receba a comunhão sob a espécie de vinho o recipiente utilizado para o transporte também deverá ser purificado com água. A água utilizada para a purificação deverá ser bebida ou derramada em um vaso de plantas, cuja ação deverá ser do próprio ministro.

A observância de uma hora de jejum antes de receber a Comunhão não se aplica aos enfermos, idosos e as pessoas que os acompanham. Já que nos tornamos Sacrários vivos, e para melhor participarmos da sublime ação de graças, recomenda-se guardar um momento em oração.

RITO ORDINÁRIO DA COMUNHÃO DOS ENFERMOS

RITOS INICIAIS:

(Saudar o assistido e todos os presentes e iniciar invocando a Santíssima Trindade).

Min: Estamos mais uma vez reunidos em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.

Todos: Amém.

Min: A paz esteja nesta casa e com todos os que aqui estão.

Todos: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

(Após a saudação inicial coloca-se o Sacramento em um local devidamente preparado e com a participação de todos os presentes faz-se uma pequena adoração).

ADORAÇÃO:

Graças e louvores se deem a todo momento,
ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento. (3x)

RITO PENITENCIAL:

Min: Irmãos e irmãs, reconheçamos os nossos pecados, para participarmos dignamente desta santa celebração. (Breve momento de silencio)

Min: Confessemos os nossos pecados:

Todos: Confesso a Deus todo-poderoso e a vós, irmãos e irmãs, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões, por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos anjos e santos, e a vós, irmãos e irmãs, que rogueis por mim a Deus, nosso Senhor.

Min: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

Todos: Amém.

LEITURA DA PALAVRA DE DEUS:

(Evangelho do dia ou qualquer outro texto da Escritura seguido de uma breve reflexão. Se for conveniente poderá ser lido por um dos presentes).

SAGRADA COMUNHÃO:

Min: Agora todos juntos, rezemos a Deus, como nosso Senhor Jesus Cristo nos ensinou:

Todos: Pai-nosso...

(Abrir a teca  /  Genuflexão com o joelho direito  /  Lavar os dedos)

(Levantando a Hóstia para os presentes diz:)

Min: Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

Todos: Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo.

(Aproximando-se do enfermo diz:)

Min: O Corpo de Cristo

Comungante: Amém!

Min: Façamos um momento de silêncio.

(Lavar os dedos  /  Guardar a teca e o Corporal)

OREMOS:

Min: Senhor, Pai Santo, Deus todo-poderoso, nós vos pedimos confiantes que o sagrado Corpo de vosso Filho, nosso Senhor Jesus Cristo, seja para nosso irmão(ã) remédio de eternidade, tanto para o corpo como para a alma. Por Cristo, nosso Senhor.

Todos: Amém.

(Oração para o Tempo Pascal)

Min: Ó Deus, derramai em nós o vosso Espírito de caridade, para que, saciados pelos sacramentos pascais, permaneçamos unidos no vosso amor. Por Cristo, nosso Senhor.

Todos: Amém.

RITOS FINAIS:

(O ministro persigna-se dizendo:)

Min: O Senhor todo-poderoso e cheio de misericórdia, Pai e Filho e Espírito Santo, nos abençoe e nos guarde.

Todos: Amém.

Ricardo Feitosa e Marta Lúcia
Foto retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.

DEIXE SEU PEDIDO DE ORAÇÃO

Fique com Deus e sob a proteção da Sagrada Família
Ricardo Feitosa e Marta Lúcia
Crendo e ensinando o que crê e ensina a Santa Igreja Católica

Se desejar receber nossas atualizações de uma forma rápida e segura, por favor, faça sua assinatura, é grátis. Acesse nossa pagina: http://ocristaocatolico.blogspot.com.br/ e cadastre seu e-mail para recebimento automático, obrigado.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...